Geral

Cruzeiro descarta liberar Montillo por menos de 15 milhões de euros e busca parceiros para bancá-lo

Montillo ainda deverá se reunir com o presidente do Cruzeiro para definir futuro

Arquivo Publicado em 06/01/2012, às 22h27

None
600058238.jpg

Montillo ainda deverá se reunir com o presidente do Cruzeiro para definir futuro

O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, reiterou, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, a decisão de não negociar o meia Montillo por menos de 15 milhões de euros. O dirigente informou que o clube mineiro buscará investidores interessados em explorar a imagem do armador argentino, o que ajudaria a aumentar os ganhos do atleta.


Seduzido por proposta do Corinthians, Montillo manifestou interesse em se reunir com Gilvan Tavares, que disse estar à disposição do jogador. Porém, avisou que não abrirá mão do meia por valor inferior ao fixado pelo Cruzeiro, como os 8,3 milhões de euros oferecidos pelo clube paulista.


“Se não pagar 15 milhões de euros, que foram definidos, ele vai ter que cumprir o contrato. Talvez ele esteja querendo conversar nesse sentido, pedir para a gente conseguir ver se aumenta os valores a titulo de imagem para não ficar afastado da possibilidade que recebeu do outro clube”, observou o presidente celeste.


Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, Montillo disse que a proposta do Corinthians é muito boa para sua família e para ele próprio, que tem 27 anos. O meia, que tem contrato até 2015 com o Cruzeiro, afirmou que a decisão estava nas mãos da diretoria celeste e aguardava uma posição de Gilvan de Pinho Tavares.

Entretanto, o presidente do Cruzeiro informou, na tarde desta sexta-feira, que não dará aumento salarial ao jogador. O dirigente explicou que o clube mineiro buscará parceiros para ajudar a bancar Montillo.

“Aumento salarial não vai haver, ele tem o salário dele, que já está ajustado, um aumento vai sair nos momentos próprios que estão previstos no contrato dele. O que estamos projetando para ele é tentar achar essas empresas que vão investir no direito de imagem dele, e conseguindo esse investimento evidentemente que poderemos pagar o Montillo mais a título de direito de imagem”, afirmou.

Gilvan Tavares disse que está a disposição do jogador para conversar ainda nesta sexta-feira. “Eu mandei dizer para ele que o dia hoje (sexta-feira) está menos agitado, e que estava à disposição para poder conversar com ele. Mas tenho a impressão que o empresário dele não está aí hoje e ele queria conversar comigo na presença do empresário dele, mas me coloquei à disposição”, revelou.

O dirigente crê que a conversa deve girar em torno dos valores salariais. “Ele teve uma proposta, segundo o empresário dele, agora a gente tem o direito de duvidar se é verídica, de valores a titulo de salário que não é muito maior do que recebe do Cruzeiro, muito pouca coisa mais e a diferença a titulo de direito de imagem, agora que ele já sabe que as coisas  já estão definidas”, ressaltou Gilvan Tavares.

Jornal Midiamax