Geral

Croatas condenam racismo de seus torcedores

Slaven Bilic, técnico da Croácia, foi duro ao comentar o comportamento de parte dos torcedores do país, acusados de atirarem uma banana em campo no jogo contra a Itália, na quinta-feira passada, em Poznan, pelo Grupo C da Eurocopa. A vítima do suposto caso de racismo seria o atacante italiano Balotelli. A Uefa abriu investigação […]

Arquivo Publicado em 17/06/2012, às 16h17

None

Slaven Bilic, técnico da Croácia, foi duro ao comentar o comportamento de parte dos torcedores do país, acusados de atirarem uma banana em campo no jogo contra a Itália, na quinta-feira passada, em Poznan, pelo Grupo C da Eurocopa. A vítima do suposto caso de racismo seria o atacante italiano Balotelli. A Uefa abriu investigação sobre o caso, e os croatas podem ser punidos na próxima Eliminatória da Euro.


Segundo Bilic, isso se trata de um movimento de um pequeno grupo de torcedores croatas, e pediu a todos para que não fiquem com essa imagem do país.


“É uma opinião pessoal, conversei com os jogadores. É um grande problema na Europa. Em nome da minha nação, dos jogadores, e como pai, peço desculpas. Estou decepcionado. Não gosto e não concordo. Na Croácia não há racismo, são poucas pessoas que fizeram isso, um pequeno grupo. Deve ser punido, para que isso acabe de uma vez por todas”, afirmou o treinador.


Nesta Euro, a Federação Croata já foi multada em 25 mil euros (cerca de R$ 64 mil) por conta do comportamento de seus torcedores no jogo contra a Itália. Fanáticos vaiaram o hino italiano.

Jornal Midiamax