Geral

Cristiano Ronaldo marca no fim, e Real bate City em jogo emocionante

Em mau momento na temporada até agora, o atual campeão espanhol Real Madrid enfrentou o Manchester City e viu a derrota de perto nesta terça-feira, em casa, pela Liga dos Campeões. Mas no final veio uma vitória emocionante, por 3 a 2 gol de Cristiano Ronaldo aos 45min do 2º tempo. Além de renascer na […]

Arquivo Publicado em 18/09/2012, às 19h58

None

Em mau momento na temporada até agora, o atual campeão espanhol Real Madrid enfrentou o Manchester City e viu a derrota de perto nesta terça-feira, em casa, pela Liga dos Campeões. Mas no final veio uma vitória emocionante, por 3 a 2 gol de Cristiano Ronaldo aos 45min do 2º tempo. Além de renascer na temporada, a vitória fez o time de José Mourinho somar seus três primeiros pontos no Grupo D, que é considerado o “grupo da morte” da competição. O Borussia Dortmund venceu o Ajax e também está com a mesma pontuação.

Mesmo escalado no 4-1-4-1, com Javi García à frente da defesa, o Manchester City deu muito espaço para o real Madrid. O perigo veio principalmente pelas pontas. Na esquerda Cristiano Ronaldo chamou a responsabilidade e criou seguidas oportunidades nos primeiros minutos. Na melhor delas, aos 11min, o português chutou, Higuaín desviou, e Hart defendeu por pouco.

Mas na direita Di María também deu trabalho para o Manchester City. Aos 19min, o argentino colocou seu compatriota Higuaín na frente do goleiro, mas Hart evitou a finalização. O Real ainda ficou com a sobra e tocou para Cristiano Ronaldo, que aplicou um belo chapéu no adversário e chutou para o gol. Após desvio de Khedira, porém, a bola foi para fora.

No final do segundo tempo Di María teve ainda mais espaços, mas seus chutes e cruzamentos não resultaram em gol. Já do outro lado o Manchester City errou lances simples, deixou Carlos Tévez isolado no ataque e não conseguiu criar perigo. Dessa forma, o resultado do primeiro tempo não poderia ser outro: 0 a 0.

Apesar da igualdade no placar, a partida pouco mudou no segundo tempo. Satisfeito com o empate fora de casa, o City continuou recuado e dessa vez acertou a marcação. Segurou tão bem o Real Madrid que até conseguiu espaço para contra-atacar. E foi após uma saída em velocidade, com arrancada de Yaya Touré, que Dzeko marcou o primeiro gol do jogo. Ele tinha entrado no jogo aos 16min e, apenas seis minutos depois, recebeu a bola na área e aproveitou a única grande oportunidade do City no jogo.

Isso não abalou o Real Madrid e só fez o time aumentar a pressão contra a defesa do City. Até que finalmente saiu o gol do empate, aos 30min: Marcelo recebeu a bola na esquerda e surpreendeu ao cortar para a direita. Com espaço, resolveu arriscar o chute mesmo assim. A bola ainda desviou em um defensor do City antes de balançar a rede e deixar tudo igual novamente.

O Manchester City parecia se contentar mais uma vez com o empate, mas teve sorte para ficar na frente de novo: aos 39min, Kolarov cruzou para área e contou com desbio de Xabi Alonso, que tentou tirar a bola, mas acabou marcando contra.

Tudo conspirava contra o Real, mas a reação imediata fez o ambiente mudar no Santiago Bernabéu: dois minutos depois, Benzema fez um belo giro na entrada da área e empatou o jogo. A torcida se empolgou, o Real Madrid se animou e contou com a estrela do seu principal craque: Cristiano Ronaldo avançou, aplicou um corte e chutou forte. Hart falhou no lance e assim foi feito justiça com tudo que o Real apresentou durante o jogo.

Jornal Midiamax