Geral

Criança de 3 anos é morta em ataque na Síria; violência atinge também militares da Jordânia

Uma criança de 3 anos foi morta hoje (27) na Síria depois de ser atingida por dois tiros, quando tentava escapar dos confrontos com a família, na cidade de Ramtha, fronteira com a Jordânia. A confirmação da morte foi dada por autoridades da Jordânia, que divulgaram ainda a informação de que militares têm sido alvo […]

Arquivo Publicado em 27/07/2012, às 12h54

None

Uma criança de 3 anos foi morta hoje (27) na Síria depois de ser atingida por dois tiros, quando tentava escapar dos confrontos com a família, na cidade de Ramtha, fronteira com a Jordânia. A confirmação da morte foi dada por autoridades da Jordânia, que divulgaram ainda a informação de que militares têm sido alvo dos tiroteios na região.


A estimativa de organizações não governamentais estrangeiras é que mais de 140 mil refugiados sírios tenham deixado o país em direção às fronteiras. A Jordânia construiu novos campos de refugiados e reforçou a segurança ao longo da fronteira com a Síria. Os confrontos nessas regiões aumentaram nos últimos dias, depois que a oposição passou a dominar a maior parte dessas áreas.


A Organização das Nações Unidas (ONU) e Liga Árabe tentam negociar a implementação do plano de paz na região com apoio do presidente sírio, Bashar Al Assad, e da oposição. Porém, o clima de guerra permanece no país, segundo relatos.


As organizações não governamentais estrangeiras calculam que cerca de 19 mil pessoas tenham morrido nos 16 meses de confrontos na Síria. A disputa por poder entre oposição e governo leva a conflitos armados nas principais cidades do país, como Damasco, a capital, e Aleppo, entre outras. Apenas ontem foram registradas 164 mortes – 84 civis, 43 militares e 37 integrantes da oposição.

Jornal Midiamax