Geral

CPI do Cachoeira é instalada e aprova requerimentos para ter acesso a investigações no Supremo

Foi instalada na manhã desta quarta-feira (25) a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que vai investigar a atuação de Carlos Augusto Ramos, empresário do ramo farmacêutico acusado de manter um esquema de jogos ilegais, corrupção e tráfico de influência. Carlinhos Cachoeira, como é mais conhecido, está preso desde fevereiro pela Polícia Federal, que grampeou ligações […]

Arquivo Publicado em 25/04/2012, às 14h02

None

Foi instalada na manhã desta quarta-feira (25) a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que vai investigar a atuação de Carlos Augusto Ramos, empresário do ramo farmacêutico acusado de manter um esquema de jogos ilegais, corrupção e tráfico de influência. Carlinhos Cachoeira, como é mais conhecido, está preso desde fevereiro pela Polícia Federal, que grampeou ligações telefônicas dele com agentes públicos e privados, entre os quais o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO).


Na reunião, conduzida inicialmente pela deputada Iris de Araújo (PMDB-GO), o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) foi eleito presidente. Como relator, foi eleito o deputado Odair Cunha (PT-MG).


Ao assumir o cargo, Vital do Rêgo destacou a importância da tarefa, afirmando que “caberá a essa CPI investigar com lisura e transparência os fatos divulgados pela imprensa”.


– Não será uma tarefa fácil. Da minha parte posso prometer empenho e muito trabalho – disse Vital.


Senadores e deputados que compõem a CPI aprovaram, por unanimidade, pedidos de informações ao Supremo Tribunal Federal e à Procuradoria Geral da República requerendo acesso aos inquéritos das operações Vegas e Monte Carlo, da Polícia Federal, que investigaram as atividades ilegais de Carlinhos Cachoeira.


Os requerimentos foram apresentados pelo relator, que justificou a apresentação das propostas já na primeira reunião ressaltando a necessidade de dar celeridade aos trabalhos do colegiado.

Jornal Midiamax