Geral

Coxim é a Capital da Rota Norte, segundo operadores de turismo europeus

Com 114 anos de emancipação político-administrativa, quase 300 de história e uma população de pouco mais de 32 mil habitantes (IBGE 2011), a cidade de Coxim, antigo Arraial do Beliago, Herculânea, ou São José de Herculânea, à cerca de 240 KM da capital do estado, já era nacionalmente conhecida como a Capital do Peixe, a […]

Arquivo Publicado em 18/10/2012, às 12h58

None
896920094.jpg

Com 114 anos de emancipação político-administrativa, quase 300 de história e uma população de pouco mais de 32 mil habitantes (IBGE 2011), a cidade de Coxim, antigo Arraial do Beliago, Herculânea, ou São José de Herculânea, à cerca de 240 KM da capital do estado, já era nacionalmente conhecida como a Capital do Peixe, a Terra do Pé de Cedro e o Portal do Pantanal.


Entretanto, com a popularização de roteiros turísticos como a Rota das Monções e o Pantanal de Paiaguás, a cidade passa a contar com mais uma denominação popular, desta vez entre operadores de turismo europeus, a de Capital da Rota Norte.


Rota Norte é o nome da região turística de Mato Grosso do Sul da qual Coxim faz parte. Além de Coxim, a região é composta pelos municípios de Alcinópolis, Bandeirantes, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Costa Rica, Pedro Gomes, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste e Sonora. Contudo, poucos municípios tem uma estrutura-receptiva como a coxinense.


Com mais de 400 empreendimentos pesqueiros, 40 equipamentos de hospedagem, dezenas de equipamentos gastronômicos, de lazer, boa infraestrutura de transportes terrestres e fluviais, comunicação, serviços de saúde e demais prestadores de serviço em geral a cidade a cada dia se consolida como principal pólo-receptivo de turistas na região norte do estado.


Através da operadora Paiaguá Expeditions, entre os dias 21 e 28 de outubro deste ano, a região receberá nova visita-técnica de uma caravana de operadores europeus, na maior parte da Holanda e Bélgica, para uma avaliação mais detalhada do projeto de comercialização dos produtos turísticos rotanortistas no mercado turístico europeu.


Os participantes visitarão trechos da Rota das Monções, do Pantanal de Paiaguás, do rio Taquari e, por último, a Pousada Amaralina, onde deverão permanecer por dois dias para a realização de uma mesa-redonda com agentes locais envolvidos no processo.


Para o coordenador do projeto, o turismólogo Ariel Albrecht, “este é apenas mais um passo rumo à consolidação de roteiros turísticos que já estão sendo desenvolvidos há pelo menos 20 anos na região de Coxim”.

Jornal Midiamax