Geral

Corumbaenses que vivem na Bolívia cruzam a fronteira para votar

A movimentação na fronteira de Corumbá com a Bolívia é tranquila neste domingo, 07 de outubro. Corumbaenses que vivem no País vizinho, cruzam a fronteira para exercer o direito ao voto. Alexandrina Sales, de 45 anos, disse que apesar de morar em Puerto Quijarro, há mais de 5 anos, faz questão de votar no Brasil […]

Arquivo Publicado em 07/10/2012, às 16h11

None
1848542487.jpg

A movimentação na fronteira de Corumbá com a Bolívia é tranquila neste domingo, 07 de outubro. Corumbaenses que vivem no País vizinho, cruzam a fronteira para exercer o direito ao voto. Alexandrina Sales, de 45 anos, disse que apesar de morar em Puerto Quijarro, há mais de 5 anos, faz questão de votar no Brasil e contribuir com o futuro de sua cidade.

“Ainda dependo de alguns serviços de Corumbá, principalmente a saúde, por isso faço questão de atravessar a fronteira e votar. Acompanhei toda a campanha pela TV e decidi meu voto desta forma. Decidi ir logo cedo para a cidade votar, mas outros familiares meus irão à tarde”, contou.

Com 63 anos de idade, a aposentada Ângela Barbosa que também reside na Bolívia, também confirmou que ainda depende de diversos serviços de Corumbá.

“Moro há muito tempo na Bolívia, mas nasci em Corumbá. Hoje, meu falar é dividido, entre português e castelhano, mas, dependo dos serviços de Corumbá. Dependo da área de saúde, da área de documentação e minha família mora em Corumbá, logo, quero o melhor para todos eles. Quero que meus netos morem numa cidade com boas condições de vida, por isso, se posso ajudar, então é o que vou fazer”, concluiu.

Jornal Midiamax