Geral

‘Corumbá em Dança’ encanta público na praça Generoso Ponce

O público já aguardava ansioso por mais uma noite de espetáculo do Corumbá em Dança 2012, quando finalmente as luzes acenderam e deram início a uma grande festa. Com o corpo em movimento e estabelecendo sua própria dramaturgia e musicalidade, a Oficina de Dança do Pantanal, projeto ligado à Fundação de Cultura e Turismo de […]

Arquivo Publicado em 19/12/2012, às 18h29

None
1110842600.jpg

O público já aguardava ansioso por mais uma noite de espetáculo do Corumbá em Dança 2012, quando finalmente as luzes acenderam e deram início a uma grande festa. Com o corpo em movimento e estabelecendo sua própria dramaturgia e musicalidade, a Oficina de Dança do Pantanal, projeto ligado à Fundação de Cultura e Turismo de Corumbá, realizou mais uma apresentação que marca o encerramento de ano desta instituição mantida pelo Poder Executivo.



O palco reuniu um total de 300 alunos e professores da Oficina de Dança, além de convidados como o Uno Grupo de Dança da Universidade Federal/Campus Pantanal, e da Companhia Juvenil de Dança Moinho Cultural. Foi um total de 14 apresentações e a certeza de um espetáculo que agradou o público e lotou a principal avenida da cidade, a General Rondon.



A abertura contou com a participação do projeto Como Nossos Filhos – Mães Dançando, da Oficina, com a coreografia Mother Beautiful, coreografada por Kleber Costa. A programação contou também com as coreografias como Lose control, com os coreógrafos Edelton Amorim e Nardel Santos, com a turma Street III; Tangheto, com a coreógrafa Lúcia Peixoto; Start, com Vandoir Lopes e a turma Street I.



Levando o público ao delírio, a Oficina apresentou Lo que siente la mujer, de Kleber Costa. Quem compareceu ao local pode conferir também One Girl, coreografado por Marcos Mattos, e participação da turma Street II, que animou o público que lotou as arquibancadas.



Em seguida, a Oficina retornou ao palco com a coreografia Com você, coreografada por Lucimeire Freitas, antecedendo a apresentação da Companhia Juvenil de Dança Moinho Cultural. Repetindo o sucesso da noite anterior e com um estilo brasileiríssimo a Oficina reapresentou a coreografia Deixa eu te amar, de Chico Neler.



Encerrando a noite a Oficina de Dança apresentou Bugiganga, coreografada por Lucimeire Freitas; Tribales, com Chico Neller, e o grupo de Street II apresentando a coreografia Majestic, do coreógrafo Marcos Mattos, encerrando a segunda noite do Corumbá em Dança com chave de ouro.



Para o diretor da instituição, Joilson Cruz, a noite foi de encanto. “Foi um dia de muita satisfação e uma noite encantadora, com tudo aquilo que a dança nos proporciona”, declarou o diretor da instituição, Joilson Cruz. “Eu só tenho a agradecer, porque todos os alunos apresentaram no palco tudo aquilo que foi desenvolvido durante o ano com eles”, completou.



O Corumbá em Dança encerra nesta quarta-feira, 19, com a terceira noite de apresentações.


Jornal Midiamax