Geral

Corinthians toma susto, mas vence e espera o Chelsea na final do Mundial

O Corinthians não encantou, não jogou bonito e chegou até a tomar sufoco do campeão africano Al Ahly, mas venceu o time do Egito por 1 a 0 e conseguiu o que queria: uma vaga na final do Mundial de clubes do Japão. O único gol da partida desta quarta-feira, no Estádio Toyota, saiu em […]

Arquivo Publicado em 12/12/2012, às 12h28

None
1590728739.jpg

O Corinthians não encantou, não jogou bonito e chegou até a tomar sufoco do campeão africano Al Ahly, mas venceu o time do Egito por 1 a 0 e conseguiu o que queria: uma vaga na final do Mundial de clubes do Japão. O único gol da partida desta quarta-feira, no Estádio Toyota, saiu em cabeçada do peruano Guerrero aos 30 minutos do primeiro tempo.


O suficiente para a maioria corintiana dos 31 mil espectadores que viajou do Brasil, da Austrália e do próprio Japão para ver o time in loco, extendeu suas faixas ao longo das arquibancadas e cantou durante todo o jogo.


No próximo domingo, às 8h30 de Brasília, o Corinthians jogará pelo segundo título mundial de sua história. O adversário na decisão sai do confronto entre Chelsea e Monterrey, às 8h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira, em Yokohama, mesmo palco da final do torneio. Como previa o técnico Tite, os primeiros minutos de jogo foram nervosos para o Corinthians. Passes errados, corridas sem rumo. A primeira boa troque de passes foi surgir aos nove minutos, em toque de calcanhar de Danilo que acabou em cruzamento de Alessandro.


Na sequência do lance Guerrero quase dominou na pequena área, e Douglas chutou rente à trave de fora da área. Um minutos depois, um susto. A linha de impedimento da defesa corintiana falhou, e Rabia cabeceou livre e com perigo para o gol de Cássio.


Com a experiência de quem já ganhou um Mundial, em 2005, pelo São Paulo, o meio campista Danilo era o mais lúcido do Corinthians. Mas o restante do time não ajudava a furar a retranca egípcia.


Douglas, outro jogador de armação da equipe brasileira, por sua vez, ia mal. Mas saiu dos pés de Douglas o cruzamento para o primeiro gol do jogo. A bola caiu no pé direito do camisa 10, e ele fez questão de bater com a canhota, de três dedos.


Guerrero, até poucos dias tido como carta fora do baralho no Mundial por lesão no joelho, cabeceou e aos 30 minutos fez: 1 a 0.


Na etapa final, com o adversário em desvantagem, os espaços começaram a aparecer. Para o Corinthians, mas ainda mais para o Al Ahly. Rabia arrancou um suspiro da torcida africana com chute perigoso de fora da área e Fathi por pouco não marcou após lançamento nas costas de Danilo. Os brasileiros chegaram a levar sufoco.


O Corinthians só foi acordar em lance aos 28 minutos. Guerrero girou em cima do zagueiro dentro da área e rolou para Paulinho, que demorou para finalizar e chutou em cima do marcador. Paulinho também bobeou cinco minutos depois ao receber belo passe de Romarinho e se enrolar. Os últimos instantes da partida foram de agonia para o campeão da Libertadores, que só respirou aliviado com o apito final. O Corinthians está na decisão do Mundial.


FICHA TÉCNICA


CORINTHIANS 1 X 0 AL AHLY


Data: 12 de dezembro (quarta-feira)


Horário: 8h30 (horário de Brasília)


Local: Estádio Toyota, Toyota (Japão)


Árbitro: Marco Antonio Rodríguez (MEX)


Auxiliares: Marvin Torrentera e Marcos Quintero (ambos do México)


Público: 31.147 mil pessoas


Gol: Guerrero, aos 30min do 1º tempo


CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas (Jorge Henrique) e Danilo; Emerson (Romarinho) e Guerrero (Guilherme Andrade)


Técnico: Tite


AL AHLY: Ekramy (Elseoud); Fathi, Gomaa, Naguib e Kenawi; Said (Aboutrika), Ashour, Rabia, Gedo e Soliman; Hamdi


Técnico: Hossam El Badry

Jornal Midiamax