Geral

Corinthians rebaixa patrocínio do São Paulo e confia em ter um maior

O acordo do São Paulo com a Semp Toshiba como patrocinador máster deixou o Corinthians como único grande clube paulista sem um parceiro principal para estampar a logomarca em sua camisa. Mesmo assim, o diretor de marketing alvinegro, Ivan Marques, minimiza o valor obtido pelo rival e manifesta confiança em alcançar cifras bem superiores. “Se […]

Arquivo Publicado em 15/09/2012, às 00h05

None

O acordo do São Paulo com a Semp Toshiba como patrocinador máster deixou o Corinthians como único grande clube paulista sem um parceiro principal para estampar a logomarca em sua camisa. Mesmo assim, o diretor de marketing alvinegro, Ivan Marques, minimiza o valor obtido pelo rival e manifesta confiança em alcançar cifras bem superiores.

“Se o mercado tem o parâmetro do concorrente, fica mais fácil para nós, porque podemos comparar tamanho, capacidade de entrega e exposição. Se o preço para o concorrente é ‘X’ com capacidade de entrega ‘Y’, nossos números continuam muito maiores”, afirmou o dirigente.

O acordo da multinacional com o São Paulo foi anunciado no início do mês, por um valor de cerca de R$ 23 milhões anuais. No Corinthians, a diretoria alardeou que pode alcançar até R$ 50 milhões, mas está sem um acordo fixo desde o fim do vínculo com a Hypermarcas, em abril.

Desde então, o clube acertou patrocínios pontuais, como na fase final da Copa Libertadores. Neste momento, o clube estampa a logomarca de uma empresa que faz promoção para a viagem ao Mundial de Clubes, mas a exibição vai apenas até o fim do mês. O vice-presidente alvinegro, Luis Paulo Rosenberg, alega que a falta de um parceiro máster não afeta os cofres do Parque São Jorge.

“Se o clube não valorizar sua marca, quem vai valorizar? Se estivesse na sangria desatada, aceitaria (qualquer patrocinador) para se sustentar. Mas temos outros contratos e uma situação financeira tranquila. É melhor um passarinho voando do que um “passaralho” na mão”, afirmou.

Já Ivan Marques explica que o Mundial servirá para atrair o novo patrocinador fixo para o Corinthians. “Não estamos prometendo nada, mas trabalhamos muito e acreditamos que, em breve, alguma coisa boa será anunciada. Temos boas perspectivas de que talvez ainda em setembro seja concretizado, para começar a partir de outubro”, concluiu.

Jornal Midiamax