Geral

Conselheiro José Ricardo não pensa em se aposentar para abrir vaga para Arroyo

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE/MS), José Ricardo Pereira, informou que não pretende se aposentar para abrir vaga para um dos deputados da Assembleia Legislativa. O conselheiro diz que só terá direito a aposentadoria plena dentro de três anos, mas não pensa em requerê-la. “Não tenho planos de me aposentar agora. Tenho […]

Arquivo Publicado em 05/12/2012, às 16h15

None
2007950005.jpg

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE/MS), José Ricardo Pereira, informou que não pretende se aposentar para abrir vaga para um dos deputados da Assembleia Legislativa. O conselheiro diz que só terá direito a aposentadoria plena dentro de três anos, mas não pensa em requerê-la. “Não tenho planos de me aposentar agora. Tenho 57 anos e muito tempo ainda”, justificou.

O conselheiro José Ricardo foi indicado ao TCE pelo então governador Zeca do PT. A aposentadoria dele seria uma das possibilidades para o deputado Antônio Carlos Arroyo (PR) chegar ao TCE/MS, já que foi derrotado por Marisa Serrano em uma acalorada disputa na Assembleia Legislativa. A época, Puccinelli disse que Arroyo poderia chegar ao TCE por meio de outras vagas a serem abertas em 2014.

A previsão é de que em 2014 dois conselheiros que chegaram ao posto por indicações políticas se aposentem ao completar 70 anos: José Ancelmo, em fevereiro, e o atual presidente, Cícero de Souza, no mês de novembro. Todavia, as vagas devem ser preenchidas pelo chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Osmar Jeronymo, e pelo presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos.

A aposentadoria de José Ricardo seria a última esperança de Arroyo, já que Marisa Serrano e Waldir Neves, que também chegaram ao TCE por indicação política, ainda são considerados novos no tribunal. Todavia, José Ricardo afirma que não há possibilidade de abrir espaço. “Nunca conversei sobre o assunto com ninguém. Nunca houve conversa neste sentido”, assegurou o conselheiro, informando que Arroyo terá que esperar bastante para ocupar a vaga a ser deixada por ele.

Em entrevista recente na Assembleia, Jerson Domingos informou que o governador André Puccinelli firmou compromisso em ajudar a conduzir ele e Jeronymo ao TCE. “O primeiro da fila é o Osmar Jeronymo, depois, eu”, revelou o parlamentar. Segundo ele, até o final do mandato de Puccinelli exatamente duas vagas se abrirão no tribunal, o que impossibilitaria a realização do sonho do deputado Arroyo de virar conselheiro.

Indagado sobre o destino de Arroyo, que teria recebido compromisso do governador de ir para o TCE depois de perder vaga em disputa com a ex-senadora Marisa Serrano, o presidente da Assembleia frisou que “só se for vontade de Deus” ou se José Ricardo antecipasse a aposentadoria.

Jornal Midiamax