Geral

Confinamento em 2012 aumentará desfrute na pecuária de corte

Boi que leva mais de três anos para engordar a pasto não dá dinheiro. Este pensamento é comum entre os pecuaristas, principalmente com os custos elevados e o preço da arroba do boi gordo em queda desde dezembro do ano passado. Quanto maior o ciclo até o abate, mais demorado é o giro de capital […]

Arquivo Publicado em 03/03/2012, às 14h05

None

Boi que leva mais de três anos para engordar a pasto não dá dinheiro. Este pensamento é comum entre os pecuaristas, principalmente com os custos elevados e o preço da arroba do boi gordo em queda desde dezembro do ano passado. Quanto maior o ciclo até o abate, mais demorado é o giro de capital dentro da porteira. Desta forma, o confinamento pode ser uma boa ferramenta para encurtar o tempo até abate e aumentar a taxa de desfrute da pecuária de corte.

Para a secretária de Produção do Estado de Mato Grosso do Sul, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, a pecuária vai ter de se especializar para tornar viável a cadeia da carne como um todo. “Terminar o gado vai ser uma dessas especializações. Vai depender do pecuarista”, reforça a secretária de Estado.

O confinamento de gado também pode ser uma saída viável para melhorar a rentabilidade de propriedades com pouca oferta de pastagem. O pecuarista faz a cria e recria a pasto e na engorda, como a oferta de capim precisa ser aumentada, ele pode optar por terminar o boi em confinamento, ganhando na recria sem degradar a pastagem. Até mesmo para quem tem pastagem reformada ou de boa qualidade, o confinamento de bovinos de corte pode auxiliar na engorda. Antes da conversão alimentar piorar, o boi vai para o confinamento e ganha mais rapidamente o acabamento de carcaça exigido pelos frigoríficos.

Estas são as principais razões para o crescimento do número de animais confinados no Brasil. Em 2012 o País deverá aumentar de 3 para 4 milhões de cabeças o número de bovinos terminados em confinamento. Crescimento de dez vezes se comparado a dez anos atrás, quando o Brasil confinava 400 mil cabeças.

Pecuária de corte em MS

Segundo a própria secretária, o pecuarista de MS de um modo geral não tinha grandes dificuldades em terminar seu boi, pois as grandes extensões de áreas de pastagens e até o clima, que mesmo no inverno oferecia condições de pasto melhores que em Estados vizinhos, eram fatores favoráveis à atividade. “Nosso inverno é seco, mas há chuvas que melhoram as condições do pasto. Acontece que a degradação das pastagens mudou esse cenário. Ou o criador aumenta número de matrizes e encurta a recria ou paga diária pra terminar o boi (boitel)”, sugere Tereza Cristina.

A Associação Nacional dos Confinadores (Assocon) projeta crescimento de 15% no confinamento de gado para Mato Grosso do Sul. “O pecuarista deve ter atenção e usar o confinamento como uma ferramenta. Ela faz parte do negócio como um todo e o produtor rural deve aprender a utilizá-la. Ele pode empatar os custos ao confinar o boi e ganhar em outras atividades, como a cria ou a recria”, afirma Tereza Cristina. Ela completa dizendo que na criação de bovinos de corte deve-se aprender cada vez mais a usar outras formas de negociação, como por exemplo o mercado de opções, utilizado com mais frequência pelos agricultores.

Confinar 2012

Juntamente à Assocon, a Seprotur apoia o evento Confinar 2012, cujo foco é atentar os pecuaristas para o aumento da demanda por produção de carne em um sistema intensivo de produção. O evento acontece dias 8 e 9 de junho em Campo Grande-MS e a programação prévia do evento pode ser vista pelo site oficial – www.confinar.net . O valor do investimento é de R$ 200,00 para estudantes e R$ 400,00 para produtores e profissionais, preços válidos até 31 de março. Após este período, o valor será de R$ 225,00 para estudantes e R$ 450,00 para profissionais e pecuaristas. Em breve, as inscrições também estarão disponíveis pelo site informado acima.

Confinar 2012, realizado pela Beef Tec e Rural Centro, tem apoio da Assocon (Associação Nacional dos Confinadores), Novilho Precoce MS, Seprotur, Fundtur MS, Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de MS) e Sociedade Rural Brasileira. Outras dúvidas relacionadas ao evento podem ser enviadas pelo e-mail [email protected].

Serviço Confinar 2012 – Simpósio Sul-Mato-Grossense de confinamento de gado 8 e 9 de junho no Centro de Convenções Rubens Gil da Camillo/Campo Grande-MS.

Mais informações: www.confinar.net

(com informações da Assessoria de Imprensa)

Jornal Midiamax