Geral

Condutora de City bate em ambulância e motorista evita queda em córrego

O acidente ocorreu no colidiu no cruzamento da avenida Ernesto Geisel com a rua Barão do Rio Branco, sendo que a ambulância transportava uma idosa de 95 anos que faria exames de urgência no hospital.

Arquivo Publicado em 19/12/2012, às 18h10

None
559054192.jpg

O acidente ocorreu no colidiu no cruzamento da avenida Ernesto Geisel com a rua Barão do Rio Branco, sendo que a ambulância transportava uma idosa de 95 anos que faria exames de urgência no hospital.

A condutora de um veículo Honda City prata, placa NRJ 0089, identificada como Irisvan Lima de Oliveira, 39 anos, colidiu com uma ambulância Peugeot da Base Aérea, placa HSH 193, que transportava uma senhora de 95 anos, no cruzamento da avenida Ernesto Geisel com a rua Barão do Rio Branco, no centro de Campo Grande.

A pancada foi tão forte que o motorista teve de manobrar para não cair no córrego, segundo o filho da idosa que estava sendo transportada. “Não sei como ela diz que não viu o carro, que estava com a sirene ligada e todos os veículos ao seu redor tinham dado a preferência”, disse revoltado o militar da aeronáutica Roberto Ribeiro, 50 anos.

Assim que jogou o veículo para o lado direito da via, a ambulância atingiu um veículo Fiat Uno Mille branco, placa HSJ 7047 e ainda quebrou o retrovisor de um veículo Golf prata, placa HTO 0071.

“Eu estava estacionando na avenida e foi um susto enorme, mas graças a Deus ninguém se feriu”, disse a proprietário do Golf.

Testemunha do fato, o chaveiro Tiago Gonçalves, 18 anos, que possui um comércio em frente ao local do acidente, afirma que viu a condutora do Civic falando ao celular. “Só isso mesmo para justificar a distração”, fala Gonçalves. A informação não foi confirmada pelos homens da Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito).

A parte frontal do Civic ficou destruída e ainda ocorreu o vazamento de óleo. Por isso, segundo o cabo Cláudio, do quartel Central, os bombeiros tiveram de lavar o local e desativar a parte elétrica do veículo.

O Midiamax apurou que outra viatura dos bombeiros foi ao local para transportar a idosa. Ela foi vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) recentemente e estaria sendo transportada para o Hospital do Pênfigo, onde deve ser realizado um exame de urgência.

A condutora do Civic também teve de ser acalmada pelos militares, já que chorava muito.

Jornal Midiamax