Geral

Clube Libanês é condenado a ressarcir empresa em R$ 32,8 mil

Nesta quinta-feira (23), o juiz da 13ª Vara Cível de Campo Grande, Alexandre Corrêa Leite, julgou procedente a ação de cobrança que Abdministra Ltda ajuizou contra o Clube Libanês, condenando o clube ao pagamento de R$ 32.812,58. Consta nos autos que o Clube foi executado em uma ação trabalhista e que a empresa Abdiministra, por […]

Arquivo Publicado em 26/08/2012, às 14h12

None

Nesta quinta-feira (23), o juiz da 13ª Vara Cível de Campo Grande, Alexandre Corrêa Leite, julgou procedente a ação de cobrança que Abdministra Ltda ajuizou contra o Clube Libanês, condenando o clube ao pagamento de R$ 32.812,58.


Consta nos autos que o Clube foi executado em uma ação trabalhista e que a empresa Abdiministra, por possuir várias cotas como sócia do clube, quitou a dívida dele na Justiça do Trabalho, mas não conseguiu reaver o valor pago, apesar de diversas tentativas amigáveis. Com isso, Abdimistra pediu a procedência do pedido, com a condenação do réu a ressarcir-lhe o valor.


O juiz responsável pelo caso, Alexandre Corrêa Leite, explicou que “Consta-se, por meio dos comprovantes, que o autor, de fato, adimpliu a dívida do réu na reclamação trabalhista, motivo pelo qual deve ser reembolsado”. Assim, condenou o Clube Libanês ao pagamento de R$ 32.812,58.

Jornal Midiamax