Geral

Cidade da Saúde está aberta neste domingo com diversos serviços para a população

O projeto, idealizado pela Arquidiocese de Campo Grande, conta com o apoio de mais de 200 entidades

Arquivo Publicado em 15/04/2012, às 14h16

None

O projeto, idealizado pela Arquidiocese de Campo Grande, conta com o apoio de mais de 200 entidades

A Cidade da Saúde já está aberta e vai funcionar todo este domingo (15) oferecendo os mais diversos serviços tipos de serviços e informações sobre saúde para a população de Campo Grande. Quem quiser se vacinar, fazer avaliações físicas, ter orientações sobre saúde bucal e animal, entre outras, é hora de aproveitar.


O projeto, idealizado pela Arquidiocese de Campo Grande, conta com o apoio da prefeitura e do governo do estado. Além destes, cerca de 200 entidades entre hospitais, clínicas, banco de sangue e etc. participam do evento.


Na abertura, o arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas, disse que a Campanha da Fraternidade 2012, teve seu tempo regulamentado no último domingo de páscoa (8), mas que a saúde pública deve ser debatida integralmente para que se encontrem soluções.


Dom Dimas agradeceu a participação de todos os envolvidos no projeto para que a saúde seja promovida a todos.


O prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) lembrou da regulamentação da Emenda 29, e ressaltou que são necessários mais recursos federais para que se busque qualidade no atendimento à saúde.


Ele ainda afirmou que, atualmente, Campo Grande destina cerca de 25% do orçamento para a saúde, e que em anos anteriores esse valor chegou a 32%. “Não se pode fazer meia saúde. É preciso avançar nesta questão”, apontou.


Já o governador André Puccinelli (PMDB) foi mais crítico e disse que a saúde nunca vai deixar de ser questionada em todo o mundo.


Ele também ressaltou que os municípios destinam mais recursos do que a lei determina. Segundo ele, é preciso parar de procurar desculpas e cada um fazer o melhor de si. “É preciso que cada um faça o melhor de si para que tenhamos igualdade e equidadade nos atendimentos de saúde”.


A assistente administrativa Marcela Nogueira Benites, 27 anos, foi ao local com as duas filhas, Eduarda, 7 anos, e Geonava, 5 anos. “Já auferi a pressão, peguei panfletos, vou participar de tudo. Vim com as meninas para elas se informarem”, apontou.


A pedagoga Joseane Beraldo, 36 anos, também foi com o filho, Pedro, 7 anos. Ela conta veio com o menino para mostrar tudo para ele. “è muito importante que ele aprenda e tenha informações sobre saúde”, ressaltou a mãe.


Atendimentos


A equipe do setor de Doenças e agravos não transmissíveis da Sesau estará representada com cinco preparadores físicos e uma nutricionista. Os profissionais farão avaliações (Índice de Massa Corporal e Relação Cintura Quadril) e atividades físicas, orientações nutricionais, de controle do tabagismo e sobre a violência contra a mulher.


O setor de imunização também estará presente para vacinar os interessados. Os técnicos da saúde apenas lembram as famílias para não se esquecerem de levar a carteira de vacinação e o cartão do SUS.


Os profissionais em saúde bucal vão estar preparados para ensinar sobre a técnica correta de escovação, além de prestarem orientações gerais importantes para manter a saúde bucal.


Já a equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) será composta por um veterinário e cinco auxiliares, que prestarão os seguintes serviços na Cidade da Saúde: vacinação antirrábica, orientação sobre roedores, animais peçonhentos, leishmaniose e dengue. “Nosso foco principal é a orientação e educação em saúde animal”, pontua a veterinária do CCZ, Iara Helena Domingos.


Onde


A Cidade da Saúde fica nos altos da avenida Afonso Pena, no mesmo local, onde todo ano é feita a Cidade do Natal. Para chegar até a cidade, a Assetur colocou a disposição a linha de ônibus 51. Os atendimentos vão até às 18 horas deste domingo. 

Jornal Midiamax