Geral

Chelsea conta com erro de Messi e abre vantagem sobre o Barcelona

Um lance incomum colocou o Chelsea em vantagem sobre o Barcelona na semifinal da Liga dos Campeões da Europa. Aproveitando contra-ataque armado após Lampard desarmar Messi, Ramires cruzou e Drogba marcou o gol da vitória inglesa, por 1 a 0, no Stamford Bridge, em Londres. O jogo de volta será na próxima terça-feira, no Camp […]

Arquivo Publicado em 18/04/2012, às 20h20

None

Um lance incomum colocou o Chelsea em vantagem sobre o Barcelona na semifinal da Liga dos Campeões da Europa. Aproveitando contra-ataque armado após Lampard desarmar Messi, Ramires cruzou e Drogba marcou o gol da vitória inglesa, por 1 a 0, no Stamford Bridge, em Londres.


O jogo de volta será na próxima terça-feira, no Camp Nou. O Barcelona precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar. Vitória por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Na outra chave, estão Real Madrid e Bayern de Munique. Os alemães, jogando em casa, venceram por 2 a 1 nesta terça-feira. A decisão será na quarta que vem, no Santiago Bernabéu, em Madri.


Barça domina, mas Messi entrega o ouro


A estratégia que o técnico Roberto di Matteo escolheu para o Chelsea parecia falha. Recuado, o time inglês apostava única e exclusivamente no atacante Drogba, isolado à frente.


O problema é que o marfinense ficou constantemente impedido durante o primeiro tempo e, na maior parte do jogo, só chamou a atenção por tentar esfriar o ímpeto adversário solicitando atendimento médico inúmeras vezes. O Barcelona aproveitou para, como de costume, dominar amplamente a posse de bola e acumular chances.


O gol ficou bem perto de acontecer duas vezes: aos nove minutos, quando Alexis Sanchez encobriu Cech e acertou o travessão, e aos 42, quando Messi desarmou Mikel no meio-campo e rolou para Fábregas tocar na saída do goleiro e ver Ashley Cole tirar em cima da linha. Como a rede não balançou, o castigo veio.


Aos 46 minutos da etapa inicial, o até então apagado Lampard desarmou Messi e rapidamente acionou o brasileiro Ramires, que avançou pela esquerda, invadiu a área e cruzou rasteiro para Drogba finalmente fazer o que se esperava dele: 1 a 0.


Chelsea toma bola na trave no último lance, mas se segura


O segundo tempo começou com o mesmo panorama. O Chelsea fechou ainda mais o cerco e colocou até Drogba para dar combate no meio-campo. Sem contar com o costumeiro brilho de Messi e Xavi, o Barça manteve o domínio, mas assustou menos.


Aos 11 minutos, Fábregas serviu Sanchez com uma linda cavadinha, mas o chileno chutou para fora, perdeu oportunidade incrível na pequena área e motivou o técnico Guardiola a colocar Pedro em seu lugar, aos 20.


Di Matteo fez sua primeira troca aos 28: Mata, mais marcador do que armador nesta quarta, deu seu lugar a Kalou. Perdido em meio à retranca inglesa, o Barcelona passou muito tempo trocando passes sem efetividade. Fábregas deu sua vaga para Thiago Alcântara e Xavi saiu para a entrada de Cuenca, mas a segurança do Chelsea – que abdicava até dos contra-ataques para não correr riscos – seguiu inabalada.


Tanto que o time catalão, que pouco apela para o chuveirinho, criou grande chance em uma jogada de bola parada. Messi cruzou e Cech fez defesa sensacional após desvio de cabeça de Puyol, aos 42. O último lance foi ainda mais incrível: Pedro acertou a trave em chute cruzado e Busquets, livre na área, isolou o rebote e confirmou a vantagem londrina.

Jornal Midiamax