Geral

Chávez nomeia seis novos ministros pelo Twitter

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, nomeou este sábado seis novos ministros através de sua conta no microblog Twitter, uma semana depois de se reeleger e depois que seu vice e outros membros de seu gabinete se lançaram candidatos às próximas eleições de governadores. “Bom dia, mundo bom! Informo: nomeei como novo ministro de Relações […]

Arquivo Publicado em 13/10/2012, às 21h27

None

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, nomeou este sábado seis novos ministros através de sua conta no microblog Twitter, uma semana depois de se reeleger e depois que seu vice e outros membros de seu gabinete se lançaram candidatos às próximas eleições de governadores.

“Bom dia, mundo bom! Informo: nomeei como novo ministro de Relações Interiores e Justiça o general Néstor Reverol! Eficiência!!!”, escreveu Chávez em sua conta @chavezcandanga.

Também no Twitter, o presidente venezuelano fez outras nomeações: o jornalista Ernesto Villegas para a pasta de Comunicação e Informação, Almiranta Carmen Meléndez ao gabinete da Presidência, Aloha Núñez para Povos Indígenas, Cristóbal Francisco para Ambiente e Juan Carlos Loyo para Agricultura e Terras, cargo que havia ocupado até janeiro deste ano.

Em seu último tweet, Chávez insistiu: “Eficiência ou Nada!!!!”. O presidente venezuelano, que no domingo passado foi reeleito com 55% dos votos para um novo mandato de seis anos, que lhe permitirão completar 20 anos no poder, pediu desculpas pelos erros de seu governo e prometeu “maior eficiência” na transição ao “socialismo”.

Esta semana, alguns membros do gabinete de Chávez se inscreveram candidatos a governadores pelo governista Partido Socialista Unido da Venezuela para as eleições regionais de 16 de dezembro. Assim, Tareck El Aissami, ministro do Interior e Justiça; Nicia Maldonado, de Povos Indígenas; e Erika Farías, do gabinete da Presidência, deixaram seus cargos para disputar os governos de Aragua (norte), Amazonas (sul) e Cojedes (oeste), respectivamente.

O vice-presidente Elías Jaua disputará o governo do estado de Miranda (norte) com o opositor Henrique Capriles Radonski, que perdeu para Chávez nas eleições presidenciais e atualmente governa a região. Nicolás Maduro, até agora ministro das Relações Exteriores, ocupará a vice-presidência, sem que seu sucessor tenha sido anunciado.

Jornal Midiamax