Geral

CEO do Google diz que o Android não é fundamental para a empresa

Quando o Google entrou na briga dos smartphones em setembro de 2008, com o lançamento do Android, milhões de dólares foram investidos. O segmento parecia ser dos mais promissores para a empresa. Ainda assim, o CEO da companhia, Larry Page, afirmou esta semana que o sistema operacional não é tão importante para o Google como […]

Arquivo Publicado em 20/04/2012, às 02h30

None

Quando o Google entrou na briga dos smartphones em setembro de 2008, com o lançamento do Android, milhões de dólares foram investidos. O segmento parecia ser dos mais promissores para a empresa. Ainda assim, o CEO da companhia, Larry Page, afirmou esta semana que o sistema operacional não é tão importante para o Google como a maioria das pessoas pensa.


De acordo com Page, que participou de uma audiência em um tribunal federal norte-americano, o Android “é importante, mas não crítico”. A afirmativa dá a entender que a empresa continuaria muito bem mesmo sem sua existência.


Por outro lado, o jornal inglês The Guardian diz que a posição de Larry Page é contraditória, já que a companhia desembolsou recentemente quase US$ 13 bilhões para comprar a Motorola Mobility – adquirindo diversas patentes que deixam o Android mais apto a se proteger dos concorrentes, como o iOS e o Windows Phone.


Segundo Larry Page, o Google resolveu investir na criação de uma plataforma móvel porque há sete anos não havia tecnologia para que os internautas utilizassem seus serviços nos celulares. “Nós estávamos nos frustando ao tentar levar a nossa tecnologia para as pessoas”, concluiu.


Via The Guardian

Jornal Midiamax