Geral

Carta de Napoleão sobre explosão do Kremlin é vendida por US$ 195 mil

O imperador Napoleão queria explodir o Kremlin durante sua campanha russa e assim comunicou em uma carta, escrita em 1812 e que neste domingo alcançou um preço de US$ 194.805 em um leilão organizado perto de Paris. Trata-se de uma carta dirigida por Napoleão Bonaparte a Hugues-Bernard Marte, datada de 20 de outubro de 1812 […]

Arquivo Publicado em 02/12/2012, às 23h35

None

O imperador Napoleão queria explodir o Kremlin durante sua campanha russa e assim comunicou em uma carta, escrita em 1812 e que neste domingo alcançou um preço de US$ 194.805 em um leilão organizado perto de Paris.

Trata-se de uma carta dirigida por Napoleão Bonaparte a Hugues-Bernard Marte, datada de 20 de outubro de 1812 e que tinha um preço de saída de US$ 12.987 por parte da casa de leilões Osenat, que a vendeu em Fontainebleau. É um manuscrito totalmente cifrado no qual o imperador escreveu: “Vou fazer voar o Kremlin no dia 22 às três da manhã”.

A carta está assinada por “NAP” e a casa de leilões lembrou que a procedência do documento era a coleção de Lorde Lindsay, Conde de Crawford. Outro dos documentos leiloados alcançou um valor ainda superior, recorde mundial para um manuscrito de Napoleão, um “Ensaio sobre a fortificação no campo”, redigido pelo imperador quando se encontrava preso na Ilha de Santa Elena.

O documento foi adquirido por US$ 389.601, quando o preço de saída era de US$ 77.922, informou a casa de leilões.

Jornal Midiamax