Geral

Candidatos douradenses que tiveram placas apreendidas vão pagar multa de R$ 1,2 mil

Do total de 26 candidatos, pelo menos 19 se propuseram a pagar a multa de dois salários mínimos imposta pelo juiz eleitoral de Dourados

Arquivo Publicado em 04/09/2012, às 11h32

None
1076962370.png

Do total de 26 candidatos, pelo menos 19 se propuseram a pagar a multa de dois salários mínimos imposta pelo juiz eleitoral de Dourados

O juiz eleitoral Zaloar Murat Martins aplicou multa de dois salários mínimos (R$ 1.244,00) aos candidatos que tiveram placas apreendidas nos canteiros centrais de Dourados. A sentença foi dada pelo magistrado durante audiência com cada candidato, que teve início na tarde de ontem e prosseguiu até a noite.


As placas dos candidatos, total de 50, foram apreendidas pela Polícia Militar por estarem em locais proibidos. As retenções acontecem desde 10 de agosto, quando entrou em vigor a portaria que disciplina a utilização deste tipo de propaganda nas ruas de Dourados.


Durante audiência de ontem, somente 25 candidatos compareceram e 19 deles se propuseram a pagar a multa. Três, por não terem condições financeiras de arcar com a “dívida”, vão cumprir serviço comunitário e outros três ainda vão definir se vão pagar a multa.


Tiveram placas apreendidas Pedro Pepa, João Rocha, Stein, Itaciana, Junior Bittencourt, Luciano Dumbão, Oswaldo Arnez, Adilson Leão, Nelson Gabiatti, Waldir Cardoso, Tenente Pedro, Elias Ishy, Wilson Mattos, Helio do Lanche, Xikinho, Ailton Stropa, Nelson Sudário, Udisley, Laércio Xavier, Cláudio Gaiofato, Aurea Castro, Ramim, keliana e professora Telma.


O comandante da PM, Coronel Ari Barbosa, explica que as placas, bandeiras, cartazes, faixas móveis ou cavaletes, não podem ser implantadas nas rotatórias, esquinas e cruzamentos. De acordo com a portaria do juiz, a propaganda deve respeitar uma distância mínima de 12 metros da esquina. As placas também não podem ficar expostas no período entre as 22h e 6h.

Jornal Midiamax