Geral

Campo Grande segunda do Centro-Oeste em faturamento de cartões

Em 2011, a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) registrou das 8,3 bilhões de transações com cartões no país. Considerando uma divisão por regiões, o Centro-Oeste foi a que mais cresceu em faturamento de vendas por cartões, revelando aumento de 27% em 2011 comparado a 2010. As cidades que mais […]

Arquivo Publicado em 24/08/2012, às 16h16

None

Em 2011, a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) registrou das 8,3 bilhões de transações com cartões no país. Considerando uma divisão por regiões, o Centro-Oeste foi a que mais cresceu em faturamento de vendas por cartões, revelando aumento de 27% em 2011 comparado a 2010. As cidades que mais se destacaram são Goiânia, com crescimento de 29%, e Campo Grande com 27%.

Os dados, que demonstram a força que esse meio de pagamento tem tido no comércio, foram apresentados no 19º Café Empresarial da Associação Comercial, realizado na sede da entidade na última quarta-feira (22).

Para o consultor de negócios, Adauto Valente de Oliveira Filho, palestrante do evento, o aumento de transações com cartão se justifica pelos benefícios trazidos ao consumidor e empresário. “Quem compra tem: mais segurança e praticidade no pagamento aprovado através de senha, possibilidade de até 40 dias para pagar, diversas opções de parcelamento, poder concentrar a quitação das despesas e definir a melhor data para o vencimento da fatura também são muito importantes”, explica o profissional que atua no segmento de cartões na cooperativa Sicredi.

Os índices da Abecs ainda mostram que em 2006 a quantidade de cartões em circulação no país era de 388 milhões. O número quase dobrou ao longo de cinco anos, chegando a 687 milhões em 2011, com média de 60 milhões de novos cartões sendo inseridos a cada ano. Em faturamento, 2011 registrou 25% a mais que o ano anterior, ou seja, foram movimentados R$ 668.449 bi. ano passado contra R$ 534.735 bi. em 2010.

Responsáveis por uma parcela desse crescimento, o estabelecimentos que vendem com cartão encontraram no meio de pagamento diversas vantagens como a garantia da redução dos riscos de fraudes causadas por cheques sem fundos e notas falsas, segurança de recebimento das vendas, facilidade na gestão financeira e fluxo de caixa e ainda participação em campanhas nacionais de incentivo a vendas.

Jornal Midiamax