Geral

Campo Grande recebe Festival de Cinema gratuito em julho

Serão cerca de 500 minutos de filme entre longas e curtas-metragem, documentário, workshop para imprensa e rodadas de conversa com atores e diretores, além eventos paralelos, tudo isso em apenas quatro dias. O Museu da Imagem e do Som – MIS, vai ser tomado pela sétima arte nos dias 6 a 8 de julho com […]

Arquivo Publicado em 12/06/2012, às 13h36

None
1780649694.jpg

Serão cerca de 500 minutos de filme entre longas e curtas-metragem, documentário, workshop para imprensa e rodadas de conversa com atores e diretores, além eventos paralelos, tudo isso em apenas quatro dias. O Museu da Imagem e do Som – MIS, vai ser tomado pela sétima arte nos dias 6 a 8 de julho com o 19º Festival Mix Brasil de Cinema da Diversidade. No dia 5, a sala de projeção será transformada em um grande auditório para o debate sobre a imprensa gay no Brasil.


É a segunda edição do evento em MS que, desta vez, vai ocupar seis ambientes do MIS, oferecendo acesso gratuito a filme premiados como o francês Tomboy, que levou o Teddy Bear do Festival de Cinema de Berlin/2011, o longa sucesso de crítica narra a história de uma garotinha que ao mudar de bairro, decide também mudar de vida e confunde os novos amigos em relação à sua identidade. O filme teve orçamento de um milhão e meio de euros e foi rodado em apenas 20 dias.


“A primeira edição em setembro passado foi um sucesso e, por isso, mantemos Campo Grande no circuito itinerante do Festival que tem uma proposta de promover a diversidade para todos, é um evento inclusivo totalmente cultural e gratuito”, comenta o produtor executivo do Festival, Leandro Marques.


O Festival Mix também abre as portar para produções independentes e reúne nas Mostras Competitivas 11 curtas com abordagens polêmicas, envolvendo crítica sociail, romance, drama, comédia e muita realidade dos conflitos e contrastes do Brasil. O documentário “Olhe para mim de novo” vai ao nordeste contar a história de uma personagem “que era mulher, virou lésbica e agora é homem”. A direção é de Kiko Goifman, que também dirigiu Filmefobia (2008) e Atos dos Homens (2005). A grande expectativa fica para “Teus Olhos Meus”, primeiro longa assinado pelo poeta, compositor e diretor Caio Sóh. O Filme conta com atores globais como Paloma Duarte e Roberto Bomtempo, e tem trilha sonora de Maria Gadu. Teus Olhos Meus recebeu quatro prêmios no Los Angeles Brazilian Film Festival, consagrando-se como o grande vencedor do evento.


Para os cinéfilos de plantão e amantes da película, o Festival traz o diretor do filme Joelma, Edson Bastos, uma das revelações do cinema nacional para um bate papo com o público sobre como começar a fazer cinema.


WORKSHOP – na quinta-feira (05), será realizado o workshop “A imprensa gay no Brasil: desafios e oportunidades”, com o jornalista e editor das revistas Mixbrasil e H Magazine, Hélio Filho e convidados. O evento é aberto ao público com foco para jornalistas e estudantes de comunicação.


Horário: Quinta (5) e Sexta (6) a partir das 19h30 – Sábado (7), a partir das 19h00 e Domingo (8), a partir das 18h00.Local: O Museu da Imagem e do Som (MIS) fica na Av. Fernando Correa da Costa, 559 – 3º andar – Informações: 3325-4113 – [email protected]

Jornal Midiamax