Geral

Campo Grande permanece alerta no controle e prevenção da dengue

A situação da dengue em Campo Grande está relativamente tranqüila de acordo com o Coordenador Municipal de Controle de Vetores, Alcides Ferreira. No último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria municipal de saúde (Sesau) foram notificados 2.109 casos da doença, de janeiro até 16 de abril deste ano. Em 2011 o total de notificações da dengue, […]

Arquivo Publicado em 17/04/2012, às 21h14

None

A situação da dengue em Campo Grande está relativamente tranqüila de acordo com o Coordenador Municipal de Controle de Vetores, Alcides Ferreira. No último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria municipal de saúde (Sesau) foram notificados 2.109 casos da doença, de janeiro até 16 de abril deste ano.


Em 2011 o total de notificações da dengue, neste mesmo período, chegou a 3.945 casos. “Tivemos uma redução estimada de 1500 casos da doença no estudo comparativo do período de janeiro a abril de 2011 e 2012.


É importante a população continuar fazendo a manutenção dos quintais e estabelecimentos comerciais, deixando-os limpos, eliminando os depósitos inservíveis, tampando caixas d´água, limpando as calhas, entre outros cuidados de prevenção da dengue”, alerta Alcides.


A rotina de trabalho dos agentes de saúde envolve as visitas domiciliares, o controle mecânico da dengue (descarte dos recipientes que podem acumular água) e o tratamento com larvicida dos focos encontrados do aedes aegypti.


Nos locais em que foram registradas notificações da doença os técnicos do CCZ fazem a borrifação do inseticida com bomba costal motorizada. “O fumacê (borrifação do inseticida com veículo motorizado) só utilizamos em situações de emergência, quando a doença atinge um estágio epidêmico”, observa Alcides.


O Coordenador de Vetores do CCZ destaca ainda o cuidado preventivo de lavar semanalmente as caixas d´água, os tambores e os bebedouros para animais com escova, esponja e sabão.

Jornal Midiamax