Geral

Caminhoneiros ameaçam greve e PRF intensifica fiscalização nas rodovias

Em meio à reivindicação por melhores condições de trabalho e salário, caminhoneiros da Capital e de todo o país podem cruzar os braços amanhã, no dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas. Ao mesmo tempo, como forma de protesto, policiais rodoviários federais também realizam barreiras de fiscalização intensa em veículos de carga nas principais rodovias federais do […]

Arquivo Publicado em 24/07/2012, às 18h56

None

Em meio à reivindicação por melhores condições de trabalho e salário, caminhoneiros da Capital e de todo o país podem cruzar os braços amanhã, no dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas. Ao mesmo tempo, como forma de protesto, policiais rodoviários federais também realizam barreiras de fiscalização intensa em veículos de carga nas principais rodovias federais do país.


“Hoje já começamos com as barreiras de fiscalização em forma de protesto. Não nos juntamos aos caminhoneiros, mas as datas temáticas (dia 24 de julho se comemora 84 anos da PRF) coincidiram e então estamos realizando essas mobilizações. Ao todo 15 homens da PRF trabalham hoje e mais 30 se juntarão as ações amanhã”, afirma o presidente do sindicato dos policiais rodoviários federais, Marcos Rosa Pires.


Por parte dos caminhoneiros, eles pedem a revisão do valor do frete e do cartão-frete, bem como a legislação relativa a horário de trabalho. Em todo o país, a categoria está sendo convocada pelo Movimento União Brasil Caminhoneiro.


Já a PRF realiza em toda esta semana operações temáticas, com vistas a atrair a atenção do governo federal e sensibilizar os Ministérios do Planejamento, da Justiça e Casa Civil para suas reivindicações, e prosseguem com agenda de mobilizações.


Em operações voluntárias, os policiais rodoviários farão abordagens a veículos de cargas por todo o território nacional, aproveitando a capilaridade da corporação em seus mais de 400 postos de fiscalização espalhados pela malha viária federal.

Jornal Midiamax