Geral

Câmara de Nova Andradina aprova “Bolsa Musicalidade”

Foi aprovada na segunda-feira (29), pela Câmara de Vereadores, a indicação nº 274/2012, que institui a “Bolsa Musicalidade” aos integrantes do Projovem de Nova Andradina. A iniciativa é de autoria da líder do Executivo na Casa de Leis, vereadora Maria Eugênia. “Considerando que o projeto Musicalidade é revestido da mais autêntica vontade de formar jovens […]

Arquivo Publicado em 30/10/2012, às 16h29

None

Foi aprovada na segunda-feira (29), pela Câmara de Vereadores, a indicação nº 274/2012, que institui a “Bolsa Musicalidade” aos integrantes do Projovem de Nova Andradina. A iniciativa é de autoria da líder do Executivo na Casa de Leis, vereadora Maria Eugênia.



“Considerando que o projeto Musicalidade é revestido da mais autêntica vontade de formar jovens com bagagem cultural, criar oportunidades de abertura para outras linguagens socioculturais, o recebimento de um incentivo financeiro repercutirá positivamente na autoestima dos mesmos”, expôs a parlamentar.



De acordo com a vereadora, a ideia é que a iniciativa possa, posteriormente, ser ampliada, “podendo até vir a ser uma boa referência regional, tendo como exemplo o caso da Banda Marcial Getúlio Vargas”. “O investimento será recompensado. Através da cultura resgatamos uma dívida íntima, melhorando nossa cidade, nossos jovens e o nosso país”, considerou.



Para receber o benefício, os alunos deverão atender uma série de requisitos, entre eles, comprovante de matrícula de frequência escolar com aproveitamento médio de 70% e possuir, no mínimo, três meses de frequência nas aulas de música do projeto Musicalidade.



Segundo o texto da proposta, a Bolsa deverá ter valor individual equivalente a 1,5 UFMs (Unidades Fiscais do Município), avaliado hoje em aproximadamente R$ 55. Os interessados também deverão apresentar comprovante de matrícula e frequência no Projovem com aproveitamento de 70%.



A indicação que visa instituir a “Bolsa Musicalidade” em Nova Andradina foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares e segue agora para análise do prefeito José Gilberto Garcia e da secretária municipal de Cidadania e Assistência Social, Eliane Felix da Silva.


Jornal Midiamax