Geral

Câmara acolherá pedido e não aumentará salário do futuro prefeito de Campo Grande

A Câmara Municipal de Campo Grande não apresentará projeto e muito menos aprovará aumento do salário do prefeito eleito Alcides Bernal (PP). “Ele (Bernal) não quer que mexe, então não vamos mexer com isso”, declarou o presidente do Legislativo, vereador Paulo Siufi (PMDB). Em entrevista ao Midiamax, Bernal adiantou não aceitar o aumento do salário. […]

Arquivo Publicado em 10/12/2012, às 19h50

None

A Câmara Municipal de Campo Grande não apresentará projeto e muito menos aprovará aumento do salário do prefeito eleito Alcides Bernal (PP). “Ele (Bernal) não quer que mexe, então não vamos mexer com isso”, declarou o presidente do Legislativo, vereador Paulo Siufi (PMDB).


Em entrevista ao Midiamax, Bernal adiantou não aceitar o aumento do salário. “Nunca pedi aumento para quem quer que seja. Não quero aumento do salário do prefeito não. É muito questionável e não pode ser deste jeito”, justificou.


“Vamos respeitar a vontade dele”, reforçou Siufi. Ele, no entanto, alertou que a decisão manterá distorção no salário do primeiro escalão do governo. “Tem diretor de fundação que ganha mais que secretário”, explicou.


Segundo o vereador, para aumentar o provento dos secretários é preciso reajustar o do prefeito. “Estão relacionados, o salário dos secretários equivale a um percentual do total do provento do prefeito”, explicou. Hoje, segundo Siufi, o prefeito recebe R$ 15 mil.


Na semana passada, a Câmara aprovou o novo salário dos vereadores, que passará de R$ 9.280,00 para R$ 15.031,00, a partir de 2013. De acordo com Siufi, o aumento do salário do chefe do Executivo seria baseado neste reajuste. Ainda conforme vereadores, o salário do prefeito não aumenta há quatro anos.


Jornal Midiamax