Geral

Calor causa morte do único urso polar do zoo de Buenos Aires

As altas temperaturas registradas na noite de Natal na Argentina provocaram a morte do único urso polar do Zoológico de Buenos Aires. De acordo com o zoo, o animal de 16 anos não suportou o calor que, aliado ao estresse provocado pelos fogos de artifício, provocaram o quadro de hipetermia. Na noite de segunda-feira e […]

Arquivo Publicado em 26/12/2012, às 23h08

None

As altas temperaturas registradas na noite de Natal na Argentina provocaram a morte do único urso polar do Zoológico de Buenos Aires. De acordo com o zoo, o animal de 16 anos não suportou o calor que, aliado ao estresse provocado pelos fogos de artifício, provocaram o quadro de hipetermia. Na noite de segunda-feira e madrugada de terça, a cidade registrou uma sensação térmica de 45 graus.


“Winner morreu de calor. A alta temperatura foi determinante, mas também não se descarta o estresse provocado pela queima de fogos na noite de Natal”, assinalou o funcionário do zoológico Miguel Rivolta. O urso foi encontrado morto na madrugada do dia 25 de dezembro. “Quando chegaram os veterinários ele já estava sem vida”, complementou o veterinário.


Segundo Rivolta, o fator comportamental teve influência na morte do urso. “Animais como esse, que nasceram em cativeiro, são acostumados às temperaturas mais elevadas. Então não quer dizer que vão morrer por causa do calor”. Segundo ele, Winner, como era chamado o urso, apresentava um histórico de “temperamento nervoso”.


Winner foi encontrado sem vida dentro do seu recinto, um espaço que abriga uma piscina de 145 mil litros para que ele pudesse se refrescar durante o verão. “O espaço foi vistoriado por diferentes especialistas em jardins zoológicos, que consideraram que atende a todas as condições internacionais de cuidados com a espécie”, justificou o zoológico, que ainda lamentou a morte: “Em um parque como o nosso coexistem a vida e a morte, hoje temos esta última”, disse a instituição em nota.


*Com informações da agência AFP e do jornal Clarín.

Jornal Midiamax