Geral

Buscas por pornografia na web aumentam no inverno, diz estudo

Uma pesquisa da Villanova University in Pennsylvania, nos Estados Unidos, revelou que os norte-americanos apresentam um comportamento sazonal no que se refere a busca por pornografia na internet. Segundo o Daily Mail, o estudo mostra que os internautas fazem mais procura por tópicos sexuais no inverno e no início do verão. Termos como “porn”, “xxx” […]

Arquivo Publicado em 31/07/2012, às 12h50

None

Uma pesquisa da Villanova University in Pennsylvania, nos Estados Unidos, revelou que os norte-americanos apresentam um comportamento sazonal no que se refere a busca por pornografia na internet. Segundo o Daily Mail, o estudo mostra que os internautas fazem mais procura por tópicos sexuais no inverno e no início do verão.


Termos como “porn”, “xxx” e “x-rated” foram analisados de acordo com dados do Google Trends, e os pesquisadores constataram que os picos de buscas com tais termos se dão em ciclos de seis meses. O mesmo padrão foi constatado para procura por assuntos relacionados à prostituição, sendo que sites de conteúdo pornográfico e até mesmo sites de namoro registram mais tráfego nestas épocas.


Os resultados do estudo estão de acordo com pesquisas anteriores relativas a buscas por termos como “nascimento”, “doenças sexualmente transmissíveis”, “venda de preservativos” e “aborto”. Entretanto, os pesquisadores testaram outros termos, não relacionados a sexo, e não observaram o mesmo padrão sazonal de aumento nas buscas.


A equipe da Villanova University, coordenada pelo Dr Patrick Markey, ainda não conseguiu esclarecer porquê as pessoas aparentemente se tornam mais sexualmente ativas no inverno e no início do verão. Uma das razões poderia ser o fato destas épocas terem mais feriados nos países ocidentais, o que deixaria as pessoas mais predispostas à busca pelo prazer. Ou então, ainda sinalizaria causas mais biológicas, como períodos nos quais o ser humano está mais apto a reproduzir.


Outro dado curioso da pesquisa é que no ano de 2009, quando os EUA enfrentaram uma crise econômica, houve uma queda neste tipo de busca, que voltou a aumentar em 2010 – o que pode indicar que fatores gerais externos também influenciariam o comportamento dos internautas no sentido sexual.

Jornal Midiamax