Geral

Brasileiro supera quenianos e leva a Maratona de São Paulo

O corredor brasileiro Solonei da Silva põs fim na manhã desta domingo ao jejum de três anos do Brasil sem conquistas na Maratona de São Paulo. Ele superou os temidos quenianos, fechou os pouco mais de 42km em 2h12m25 e voltou a colocar o país do topo do pódio da prova. Ex-gari, Solonei ganhou fama […]

Arquivo Publicado em 17/06/2012, às 15h42

None

O corredor brasileiro Solonei da Silva põs fim na manhã desta domingo ao jejum de três anos do Brasil sem conquistas na Maratona de São Paulo. Ele superou os temidos quenianos, fechou os pouco mais de 42km em 2h12m25 e voltou a colocar o país do topo do pódio da prova.


Ex-gari, Solonei ganhou fama nacional no ano passado, ao conquistar o título dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (MEX). Hoje com 30 anos, Solonei trabalhou como coletor de lixo na cidade de Penápolis, no interior de São Paulo.
– Só tenho a agradecer. Desde o início, o público me deu muita força. Eu me orgulho muito de dizer que um ex-coletor de lixo é hoje maratonista. É a história de superação de um brasileiro – comemorou o atleta, após a prova.


Também foram ao pódio os quenianos Hillary Kimai e Katui Kipkemoi. Em quarto lugar ficou o etíope Wegayehu Tefera. Valdir de Oliveira, do Brasil, ficou na quinta colocação.


Prova Feminina


A queniana Rumokol Chepkanan completou a dobradinha queniana no topo do pódio, ao vencer a prova com um tempo de 2h31m31. Ela estabeleceu o novo recorde da prova, ao completar o percurso quase cinco minutos mais rápido do que a marca anterior, da marroquina Samira Raif (2h36m01).


A etíope Adugnana Dibaba ficou com o segundo lugar, com 2h34m58. Nancy Kiprop, também do Quênia, ficou em terceiro lugar. Marily dos Santos foi a brasileira mais bem colocada, em quinto lugar.

Jornal Midiamax