Geral

Brasil perde para EUA em reedição da final olímpica do vôlei feminino de 2008

Os Estados Unidos venceram o Brasil por 3 sets a 1, na segunda partida do torneio de vôlei feminino dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, em partida que aumentou as dúvidas sobre as chances brasileiras de conquistar o ouro, em uma reedição da final de 2008, em Pequim, em que a equipe de José Roberto Guimarães […]

Arquivo Publicado em 31/07/2012, às 00h44

None

Os Estados Unidos venceram o Brasil por 3 sets a 1, na segunda partida do torneio de vôlei feminino dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, em partida que aumentou as dúvidas sobre as chances brasileiras de conquistar o ouro, em uma reedição da final de 2008, em Pequim, em que a equipe de José Roberto Guimarães levou a melhor.


O placar ficou em 25-18, 25-17, 22-25 e 25-21, em quase duas horas de partida.


Muitos erros e até falta de sorte acompanharam a equipe brasileira neste duelo. As meninas sentiram a pressão, depois de terem vencido a Turquia com dificuldade. Por outro lado, as americanas, invictas, chegaram afiadas em Earls Court.


A ponteira Destinee Hooker foi fundamental na decisão americana, com jogadas fantásticas, assistências e uma pontaria certeira. Ela terminou com 23 pontos.


Os dois primeiros sets foram perfeitos para as americanas, enquanto o terceiro marcou o despertar do Brasil, mais organizado e mais eficiente nos ataques.


Até a ressurreição temporária do Brasil, no terceiro set, vencido por 25-22, as ganhadoras do Grand Prix tinham perdido a vantagem apenas no primeiro parcial por um ponto, mas a dupla Logan Tom e Jordan Larson brilhou com 12 e 18 pontos respectivamente.


“Vejam o que está acontecendo, grupo, vamos”, repetia o técnico brasileiro nos tempos técnicos, pedindo para as meninas jogarem “mais aberto”.


Os Estados Unidos ganharam o primeiro set com uma vantagem de sete pontos e o segundo com oito.


No terceiro, o Brasil conseguiu se impor na garra.


Os últimos pontos da decisão foram sofridos. Os treinadores aproveitaram os tempos técnicos para incentivar as jogadoras.


A maior pontuadora do Brasil foi Sheilla, com 15 unidades.


O próximo adversário brasileiro é a Coreia do Sul.


A equipe líder do ranking mundial se classificou depois de vencer a Copa do Mundo no Japão-2011, enquanto o Brasil, número dois, carimbou sua passagem no pré-olímpico de São Paulo, depois de terminar em quinto no Japão.


Nas demais partidas disputadas nesta segunda-feira, Itália venceu o Japão por 3 a 1, enquanto Reino Unido derrotou Argélia por 3 a 2.


“O Japão tem uma grande defesa e jogou muito bem. Sabemos que o torneio é difícil e queremos nos classificar na melhor posição”, comentou Lucia Bosetti, que anotou 15 pontos.

Jornal Midiamax