Geral

Brasil não vai atingir meta de exportações para o ano, segundo ministério

O Brasil não vai atingir a meta de exportação para o ano, que é de US$ 264 bilhões, afirmou nesta segunda-feira (3) o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Alessandro Teixeira. Ele não estabeleceu claramente uma nova meta, limitando-se a dizer que o governo está olhando para um valor mais próximo […]

Arquivo Publicado em 03/09/2012, às 19h50

None

O Brasil não vai atingir a meta de exportação para o ano, que é de US$ 264 bilhões, afirmou nesta segunda-feira (3) o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Alessandro Teixeira.


Ele não estabeleceu claramente uma nova meta, limitando-se a dizer que o governo está olhando para um valor mais próximo do registrado em 2011, que foi de US$ 256 bilhões.


“Estamos lutando para manter exportações no mesmo patamar de 2011”, afirmou, ao apresentar os dados da balança comercial de agosto.


O saldo do comércio do Brasil com o exterior (exportações menos importações) até agosto caiu 34,1% neste ano em relação ao mesmo período do ano passado. O saldo positivo do ano chegou a US$ 13,172 bilhões.


O valor em agosto –superavit de US$ 3,227 bilhões– é 17,1% menor do que o registrado em agosto do ano passado, quando as exportações superaram as importações em US$ 3,893 bilhões.


No mês passado, as exportações somaram US$ 22,382 bilhões e as importações, US$ 19,155 bilhões.


No  acumulado do ano as vendas ao exterior chegaram a US$ 160,599 bilhões, e as importações, a US$ 147,427 bilhões.


Saldo das operações do Brasil com o exterior
O superavit da balança comercial tem sido umas das principais fontes de financiamento da conta de transações correntes –que integra operações do país com o exterior, como comércio, gastos com viagens internacionais e remessas de lucros e dividendos.


Em julho, o saldo em transações correntes ficou negativo em US$ 3,766 bilhões, de acordo com o BC.


No entanto, devido à redução do saldo comercial ao longo dos primeiros meses deste ano, essa contribuição tem sido menor em 2012 em comparação ao ano passado. Em julho, o saldo positivo havia sido de US$ 2,87 bilhões.


Jornal Midiamax