Geral

Bolo do santo casamenteiro já está pronto a espera dos solteiros na busca da aliança

Com a base do bolo montada e o recheio distribuído, 400 alianças simbólicas e um par de ouro foram colocadas aleatoriamente

Arquivo Publicado em 12/06/2012, às 20h34

None
1077140148.jpg

Com a base do bolo montada e o recheio distribuído, 400 alianças simbólicas e um par de ouro foram colocadas aleatoriamente

Sete funcionários da padaria e cinco paroquianos trabalharam na tarde desta terça-feira (12) no salão paroquial da Catedral de Santo Antônio, em Campo Grande, para montar e confeitar 6,4 metros do tradicional bolo do padroeiro.


Com a base do bolo montada e o recheio distribuído, 400 alianças simbólicas e um par de ouro foram colocadas aleatoriamente, momento mais esperando para quem todos os anos contribui na preparação da festa de Santo Antônio. “É a parte que eu mais gosto”, afirmou Nabor Marques, um dos sócios da padaria responsável pela produção do bolo.


De acordo com a coordenadora da preparação do bolo, Sônia Leite, que há cinco anos realiza este trabalho, em 2011 foram cerca de 3.500 pedaços. “Cada pedaço do bolo será vendido a R$ 2,50, mesmo preço do ano passado”.


Sônia contou que a expectativa das pessoas em encontrar as alianças é muito grande. “Tem gente que chora porque não pegou uma aliança. Mas também tem quem acha a aliança e não casa”, ressaltou.


A coordenadora disse que para os fiéis já é uma tradição comer um pedaço do bolo no dia do Padroeiro de Campo Grande. “Teremos a alvorada a partir das 6h30 e em seguida a missa. O bolo será cortado após a missa”, informou.


Aliança


As mais desejadas alianças, o par em ouro que estão unidos por uma medalha de Santo Antônio, foram colocadas secretamente no bolo pelo Padre Ademilson Tomé.


Segundo o Padre, este trabalho depende de muita oração. “As pessoas colocam muita esperança no pedaço de bolo que está adquirindo. Até mesmo por causa das decepções”.

Jornal Midiamax