Geral

Barcos faz golaço, Palmeiras volta à vice-liderança e chega a 17 partidas de invencibilidade

O Palmeiras venceu sem nenhuma dificuldade o Linense por 3 a 1, na noite desta quarta-feira, na 11ª rodada do Paulistão. O destaque da noite ficou por conta do golaço do argentino Hernán Barcos, que deu uma arrancada com direito a drible da vaca e toque por cima do goleiro Douglas. A vitória, no entanto, […]

Arquivo Publicado em 01/03/2012, às 02h12

None

O Palmeiras venceu sem nenhuma dificuldade o Linense por 3 a 1, na noite desta quarta-feira, na 11ª rodada do Paulistão. O destaque da noite ficou por conta do golaço do argentino Hernán Barcos, que deu uma arrancada com direito a drible da vaca e toque por cima do goleiro Douglas. A vitória, no entanto, já começou a ser construída logo no primeiro minuto, com Maikon Leite, que fez gol de falta. Daniel Carvalho completou o placar de cabeça após cruzamento de Juninho.


Esta é a 17ª partida que o Palmeiras acumula sem perder desde o ano passado, em novembro, quando foi derrotado pelo Coritiba. Além disso, a vitória devolve a vice-liderança do Campeonato Paulista, com 25 pontos, já que o Guarani, que ocupava essa colocação, foi derrotado pelo Santos. O Corinthians, atual primeiro colocado, tem 29 após vencer o Catanduvense. O próximo adversário é o São Caetano, no domingo, no Pacaembu. Enquanto isso, o Linense deixa o G-8, fica com 15 pontos e se prepara para jogar fora de casa contra o Ituano.


O Palmeiras começou arrasador e já dava sinais de que não teria dificuldades de vencer o Linense mesmo jogando fora de casa. Logo no primeiro minuto, Maikon Leite assumiu o papel de Marcos Assunção ao bater a falta e abriu o placar contando com o desvio de Pablo, zagueiro adversário. O susto serviu para acordar a equipe do interior, que tentou reagir, chegando com chances na grande área, mas sempre errando na hora de concluir.


A pressão imposta pelos donos da casa acabou dando chances para um contra-ataque que acabou sendo mortal. Hernán Barcos, que nem é tão rápido, deu boa arrancada pela direita do campo, deu o drible da vaca no adversário e depois encobriu o goleiro fazendo um gol que se candidata a mais bonito do Campeonato Paulista até agora. Nem deu tempo de terminar a comemoração, e Daniel Carvalho aumentou a folga no placar de cabeça, após cruzamento de Juninho.


Para tentar mudar a situação, o Linense fez duas substituições antes mesmo do fim do primeiro tempo, colocando Chimba e Éder nos lugares de Rhaynes e Ademir Sopa. Não adiantou muito. No segundo tempo, o Linense continuou pressionando de forma desorganizada, com chances que quase não fizeram Deola trabalhar. Enquanto isso, o Palmeiras manteve a atuação apenas para administrar o resultado.


Barcos seguia incomodando a defesa adversária. Com um chute de fora da área e outro drible que acabou em reclamação por falta, o argentino deixava Douglas preocupado. O Palmeiras, no entanto, não sofria nenhum sufoco que preocupasse seu torcedor. Aos 30 minutos, Luiz Felipe Scolari tirou Daniel Carvalho e colocou Patrik. A substituição não foi das melhores.


Um minuto depois, Éder bateu falta e Deola fez bela defesa. No escanteio pelo lado esquerdo do campo, André Luiz entrou na área após bom drible em cima de João Vítor e diminuiu o placar, dando esperança aos donos da casa. A torcida se animou, e o Linense passou a apertar o Palmeiras, mas pouco adiantou. O time da capital voltou a controlar o jogo e terminou ouvindo sua torcida gritar “olé”.


Jornal Midiamax