Geral

Barcos ‘convence’ companheiros, vira referência, mas erra 86% dos chutes

Nos primeiros jogos com a camisa do Palmeiras, Barcos chegava a se irritar ao não acionado pelos companheiros. Com as boas atuações, hoje o jogador mesmo em pouco tempo de casa, já é a referência da equipe. Prova disso é que neste domingo, no empate em 0 a 0 contra o São Caetano, ele recebeu […]

Arquivo Publicado em 04/03/2012, às 20h40

None

Nos primeiros jogos com a camisa do Palmeiras, Barcos chegava a se irritar ao não acionado pelos companheiros. Com as boas atuações, hoje o jogador mesmo em pouco tempo de casa, já é a referência da equipe.


Prova disso é que neste domingo, no empate em 0 a 0 contra o São Caetano, ele recebeu 34 bolas, segundo números do Datafolha, mas não conseguiu ser decisivo.


Apesar de ter sido o jogador que mais finalizou na partida – sete -, o argentino não estava em uma tarde inspirada e foi substituído no segundo tempo por Ricardo Bueno. Os números comprovam a má pontaria: Barcos acertou o gol em apenas uma e seis vezes chutou para fora.


Mesmo sem marcar, Barcos procurou o jogo e se posicionou muito bem para receber as 34 bolas. Aliás, o entrosamento dele com Daniel Carvalho e Maikon Leite vem se mostrando cada vez melhor. Quando o camisa 83 deixou o campo para a entrada de Valdivia, o rendimento do time caiu.


Barcos é o artilheiro do time no Paulista com cinco gols. O time só volta a atuar no próximo domingo, contra o Botafogo-SP, já que a estreia do clube na Copa do Brasil acontece apenas no dia 14 contra o Coruripe, em Alagoas.


Jornal Midiamax