Geral

Azambuja anuncia estudos para reduzir o valor das tarifas de água e esgoto

O candidato a prefeito de Campo Grande pela Coligação Novo Tempo (PSDB, PPS, PNM, PTN e PHN), Reinaldo Azambuja, se reuniu nesta segunda-feira (31) com um grupo de pastores evangélicos para tratar de políticas públicas de mobilidade urbana e para apresentar as metas de sua administração inerentes ao saneamento básico. Ele anunciou que irá construir […]

Arquivo Publicado em 31/07/2012, às 19h02

None
1311479645.jpg

O candidato a prefeito de Campo Grande pela Coligação Novo Tempo (PSDB, PPS, PNM, PTN e PHN), Reinaldo Azambuja, se reuniu nesta segunda-feira (31) com um grupo de pastores evangélicos para tratar de políticas públicas de mobilidade urbana e para apresentar as metas de sua administração inerentes ao saneamento básico. Ele anunciou que irá construir novas estações de tratamento de esgoto e promover estudos visando reduzir o valor das tarifas de água e esgoto.


“Saneamento básico é obrigação de qualquer administrador, já que se trata de direito da população o acesso à moradia, à saúde e, também, à qualidade de vida. Portanto, torna-se necessário reestruturar o esgotamento sanitário da cidade e o serviço de drenagem e manejo das águas pluviais com o objetivo de adequá-los à questão econômica e social dos recursos naturais com ação constante e educativa”, esclareceu.


Para Azambuja, Campo Grande cresce em ritmo acelerado, no entanto, o planejamento requer urgência na época de intensas chuvas. “As enchentes e aberturas de erosões nas ruas são resultados de obras realizadas sem planejamento urbanístico, drenagem ineficiente, e falta de estudos de micro e macrodrenagem dessas bacias, que ignoram os fluxos cíclicos de rios e córregos que atravessam a Capital”, avaliou.


Azambuja disse ainda que irá desenvolver um planejamento eficiente dessas ações, tornando transparente o contrato firmado entre o município e a concessionária dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário.


“Vamos fortalecer o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Planurb) a fim de apoiar a Secretaria Municipal de Obras e, ainda, conclamar a participação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbanístico para garantir projetos sérios, seguros e responsáveis. E para assegurar a correta aplicação dos recursos municipais, a prefeitura vai instaurar auditoria permanente na secretaria, com o objetivo de evitar o desperdício do dinheiro público”, prometeu.

Jornal Midiamax