Geral

Audiência pública para discutir a violência contra a pessoa idosa em Campo Grande

Na próxima segunda-feira (18), a partir das 13h30, a Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul (ALMS) realiza a audiência pública: “Enfrentamento das Violências contra a Pessoa Idosa em Mato Grosso do Sul”. A proposição é do deputado estadual, Junior Mochi (PMDB), que também é coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa […]

Arquivo Publicado em 14/06/2012, às 21h18

None

Na próxima segunda-feira (18), a partir das 13h30, a Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul (ALMS) realiza a audiência pública: “Enfrentamento das Violências contra a Pessoa Idosa em Mato Grosso do Sul”. A proposição é do deputado estadual, Junior Mochi (PMDB), que também é coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa.





O evento marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, comemorado no dia 15 de junho. Conforme Mochi, além de lembrar a data, o objetivo do encontro é apresentar os tipos de violência praticados contra as pessoas da 3ª idade e tentar buscar alternativas para minorar o problema.





Segundo a presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa-MS, Edméia Pacheco, ainda não existe no estado dados sistematizados sobre casos de violência praticados contra os idosos no estado, mas que a maior parte é causada principalmente por quem deveria preservar os direitos. “Os tipos de violência mais comuns tem sido moral, psicológica, uso do dinheiro e física, praticados quase sempre por filhos, netos e cuidadores”, contou.





Conforme os organizadores do evento espera-se a participação dos conselhos municipais, coordenadores de centro de convivência, donos de locais de longa permanência e população em geral.





A audiência pública está sendo feita em parceria com o Conselho Municipal do Idoso, Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa-MS, Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Jornal Midiamax