Geral

Atrasos e cancelamentos de voos marcam o dia nos principais aeroportos do paí

Muitos passageiros que estão voltando de viagem do recesso de fim de ano esbarraram hoje (2) em problemas como atrasos e até cancelamentos de voos nos principais aeroportos. Os usuários do transporte aéreo foram vítimas do mau tempo na maior parte do país. A situação mais grave foi registrada no Aeroporto Santos Dumont, no Rio […]

Arquivo Publicado em 02/01/2012, às 21h05

None
Muitos passageiros que estão voltando de viagem do recesso de fim de ano esbarraram hoje (2) em problemas como atrasos e até cancelamentos de voos nos principais aeroportos. Os usuários do transporte aéreo foram vítimas do mau tempo na maior parte do país. A situação mais grave foi registrada no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Também houve problemas no Aeroporto Internacional Tom Jobim-Galeão, no Rio, e no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília.
Pelos dados da Empresa  Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o Santos Dumont registrou 61 atrasos, enquanto o Galeão teve 54 voos com os horários modificados e três cancelados. Em Brasília, houve 52 atrasos e dois cancelamentos. No Aeroporto Internacional Tancredo Neves-Confins, foram registrados 17 atrasos e dois cancelamentos de voos.
Em São Paulo, a situação ao longo do dia hoje foi um pouco melhor em comparação aos demais aeroportos do país. No aeroporto de Congonhas, houve 11 voos atrasados e 17 cancelados, enquanto o de Guarulhos registrou dez atrasos e três cancelamentos.
A Infraero, por meio de sua assessoria, informou que a maior parte dos problemas foi causada pelas chuvas, trovoadas e temporais, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. No caso de Brasília, um dos agravantes, segundo a empresa, é que 30% dos voos que chegam a capital estão vinculados a escalas que partem principalmente para as regiões Sul e Sudeste.
Pelo balanço de meados desta tarde, a Infraero informou que o Aeroporto Santos Dumont funciona por meio de instrumentos para pousos e decolagens. No Galeão, as operações seguem a normalidade embora com atrasos e cancelamentos.
Jornal Midiamax