Geral

Associação quer profissionalizar gestão da Santa Casa e promete transparência no RH

Nesse momento o presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Wilson Teslenco, está apresentando na audiência da Comissão Especial de Acompanhamento da Santa Casa, no plenarinho da Câmara de Vereadores, o projeto de gestão da associação para o Hospital. Segundo Teslenco, o novo modelo vai priorizar a profissionalização administrativa e inclui dois conselhos com […]

Arquivo Publicado em 05/12/2012, às 13h48

None

Nesse momento o presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Wilson Teslenco, está apresentando na audiência da Comissão Especial de Acompanhamento da Santa Casa, no plenarinho da Câmara de Vereadores, o projeto de gestão da associação para o Hospital.

Segundo Teslenco, o novo modelo vai priorizar a profissionalização administrativa e inclui dois conselhos com representantes do poder público estadual, municipal, conselhos regionais das profissões ligadas à área de saúde e da assembleia geral da Associação. A ABCG deve contratar um conselheiro profissional para acompanhar os trabalhos. Já os demais conselheiros serão voluntários.

Os cargos administrativos do Hospital deverão ser contratados e a estrutura operacional terá gerentes contratados e selecionados com critérios técnicos e profissionais. A ABCG quer trazer um executivo gestor com experiência em gestão de grandes hospitais, que seja de fora do Estado, para que ele se sinta livre em tomar as medidas necessárias para modernização e saneamento orçamentário da Santa Casa.

Jornal Midiamax