Geral

Art Galeria Mara Dolzan apresenta exposição ‘Arte em Dois Tempo’, a partir da próxima semana

De 26 de setembro a 10 de outubro o público poderá conhecer ou revisitar a obra e a linguagem de dois grandes artistas que integram a arte e a cultura do Estado

Arquivo Publicado em 18/09/2012, às 18h11

None
273665651.jpg

De 26 de setembro a 10 de outubro o público poderá conhecer ou revisitar a obra e a linguagem de dois grandes artistas que integram a arte e a cultura do Estado

Duas gerações trocando experiências, visões e percepções através da pintura: essa é a proposta de Arte em Dois Tempos, a nova exposição da Art Galeria Mara Dolzan. O projeto reunirá, em um diálogo envolvente de arte, Ary Correa Jr. e Masahiko Fujita, artistas que têm um papel importante no Mato Grosso do Sul e representam muito da cultura e realidade local em suas obras.

Ary Corrêa Jr. nasceu em Ponta Porã, na década de sessenta e atualmente reside em Campo Grande. Sua arte chama a atenção por suas particularidades, com ângulos retos, cores intensas (vermelho, amarelo e preto) e o interesse constante de romper com as regras, o que dá a suas obras verdadeiras digitais de sua identidade artística.

Atualmente, suas pinturas expressam recorrentemente a natureza, o fogo, a terra queimada e as erosões. Mas, em meio a essas abordagens áridas, surgem formas “sobreviventes” de vida como frutas e paisagens que se apresentam de modo transfigurado e com sentido transcendental.

Masahiko Fujita chegou ao Brasil no ano de 1964, dois anos após o nascimento de Corrêa Jr., já com formação no curso normal e em Engenharia, obtidas no Japão. No início dos anos oitenta, Fujita começou a expor e se tornou conhecido no Brasil, principalmente nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e localmente, no MS.

Acolhido regionalmente, é parte da história da arte local. Suas obras expressam o cotidiano captado através de um olhar sensível, que imprime uma intensa leitura estética e transforma cenas comuns em obras de profundo sentido e harmonia plástica, com foco nas sombras e volumes. Em várias oportunidades o artista já se declarou apaixonado por algumas temáticas existentes no Estado, como o Trem do Pantanal e as paisagens corumbaenses. Sua atração pelas cores e retratação de paisagens é definida pelo próprio

Von Schmidt, visando a variedade de estilos e versatilidade, selecionou Fujita para participar da Exposição Pantanal Cores e Formas, que marcou época no Mato Grosso do Sul e na ocasião, conforme consta no material sobre a exposição, mencionou que já conhecia e apreciava o trabalho do artista.

O vernissage de Arte em Dois Tempos acontecerá dia 25 de setembro, terça-feira, 20h15min, na Art Galeria. A exposição terá início dia 26 de setembro e seguirá até o dia 10 de outubro, de segunda a sexta-feira, no horário comercial. Aos sábados, das 09h ao meio-dia.

A Art Galeria Mara Dolzan fica localizada na rua Teldo Kasper, 180 – Chácara Cachoeira. Mais informações pelo telefone 67 3326-8679.

(Com informações da Assessoria de Imprensa)

Jornal Midiamax