Geral

Argentina recebe Uruguai em clássico pelas primeiras posições

Sem a Seleção Brasileira, classificada por ser o país-sede, Argentina e Uruguai fazem nesta sexta-feira, às 21 horas (de Brasília), no Estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza, na Argentina, o clássico mais esperado das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014. Os argentinos chegam para esta nona rodada na liderança, com 14 pontos conquistados, […]

Arquivo Publicado em 12/10/2012, às 00h38

None

Sem a Seleção Brasileira, classificada por ser o país-sede, Argentina e Uruguai fazem nesta sexta-feira, às 21 horas (de Brasília), no Estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza, na Argentina, o clássico mais esperado das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014. Os argentinos chegam para esta nona rodada na liderança, com 14 pontos conquistados, dois a mais do que os uruguaios, atuais campeões da Copa América e que figuram em quarto lugar.

Ao longo dos últimos dias as imprensas dos dois países estão dando ao jogo um tratamento de decisão por conta da rivalidade. Mas Alejandro Sabella, técnico da Argentina, discorda desse ponto de vista e tenta diminuir a pressão já existente sobre seus comandados.

“O confronto diante do Uruguai é muito importante sim, mas não decisivo como estão colocando, pois, se pensarmos dessa maneira, vamos entrar em um círculo vicioso que não nos transmitirá nenhuma tranquilidade”, diz Sabella.

Na visão do craque Lionel Messi, meia da Argentina e do Barcelona, sua seleção está muito tranquila e ciente do que precisa fazer em campo para construir a vitória.

“Nós estamos conseguindo bons resultados nas Eliminatórias porque não estamos afobados e sabemos que temos noventa minutos para construírmos o resultado. Portanto, estamos encarando esse duelo contra o Uruguai com a tranquilidade que ele sugere e com a seriedade que ele exige”, analisou Messi.

Com o atacante Ezequiel Lavezzi lesionado na coxa direita, Sergio Agüero recupera o posto na frente e será o companheiro de Gonzalo Higuaín em um setor ofensivo que contará com o apoio de Ángel Di María e Lionel Messi. Assim, Alejandro Sabella não modifica seu esquema ousado e que vem dando certo nas Eliminatórias.

AFP

Duelo de Diegos: Forlán (dir) disputa bola com Lugano em treino do Uruguai

Pelo lado do Uruguai, o técnico Oscar Tabárez, que vai manter a base que vem jogando nas Eliminatórias, prega o máximo de respeito ao adversário, a quem imputa o favoritismo.

“A Argentina já conseguiu encontrar seu melhor estilo de jogo, enquanto nós estamos atravessando um mau momento. Isso faz de nosso rival o favorito, mas temos condições de surpreender”, disse Tabárez. O atacante Diego Forlán, do Internacional, melhor jogador da Copa de 2010, deve começar a partida jogando. Já o também atacante Loco Abreu, do Figueirense, irá iniciar o confronto no banco de reservas.

No mesmo horário, a Bolívia recebe o Peru em La Paz. Às 17h30 (de Brasília), o Paraguai visita a Colômbia em Barranquilla. Meia hora depois, o Equador enfrenta dentro de casa, em Quito, o Chile,

Jornal Midiamax