Geral

Aqueles que acham que o PT está fora do páreo vão cair do cavalo, diz líder sobre eleição em Campo Grande

Líder do PT na Câmara, o deputado federal Jilmar Tatto (SP) veio a Campo Grande para reforçar a candidatura a prefeito do colega de Casa, Vander Loubet

Arquivo Publicado em 30/08/2012, às 20h14

None
1826671585.jpg

Líder do PT na Câmara, o deputado federal Jilmar Tatto (SP) veio a Campo Grande para reforçar a candidatura a prefeito do colega de Casa, Vander Loubet

Líder do PT na Câmara, o deputado federal Jilmar Tatto (SP) veio, nesta quinta-feira (30), a Campo Grande para reforçar a candidatura a prefeito do colega de Casa, Vander Loubet (PT). Ele reforçou o compromisso de a direção nacional priorizar a campanha eleitoral na Capital sul-mato-grossense e demonstrou confiança no crescimento da candidatura do correligionário.


“Aqueles que acham que o PT está fora do páreo vão cair do cavalo”, declarou Tatto sobre a eleição em Campo Grande. Para ele, Vander vai sair do terceiro lugar e chegar entre os dois primeiros colocados com a força do Governo Federal. “A maioria do eleitor decide prá valer em quem vai votar na última semana e, partir do momento, que todos perceberem a segurança de receber mais investimentos federais com o Vander, ele vai despontar”, apostou.


O líder do PT na Câmara, porém, fez questão de ressaltar que os petistas, apesar de serem do mesmo partido da presidente Dilma Rousseff, não têm privilégios. “Mas é evidente que o diálogo é melhor por conta dessa relação umbilical com o Governo Federal”, ponderou. “E o Vander, além de ser competente, é um ótimo articulador e transita muito bem em Brasília”, emendou.


Vander aproveitou para engrossar o discurso. “Dá para reforçar o orçamento de Campo Grande, capitalizando recursos para humanizar nossa cidade”, comentou. O petista frisou ainda priorizar o social e ações na saúde. “Vamos transformar Campo Grande na cidade de todos”, completou.


Ao lado do candidato, Tatto reforçou que a aliança nacional com o PMDB, rival em Campo Grande, não irá tirar os ministros petistas da campanha na Capital. “Ministro do PT faz campanha para o PT”, frisou. Vander ainda confirmou a presença do ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT-SP) e anunciou articulações para trazer a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT-PR), ao Estado. “A vinda do Padilha está certa, falta confirmar a data e existe a possibilidade de a Gleisi vir também”, contou.


Sobre a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Vander informou que a prioridade é participar na campanha das 10 maiores cidades do Brasil. “Mas existe a possibilidade de ele passar rapidamente pelo Estado em uma agenda incluindo as capitais de Mato Grosso do Sul, Goiânia e Mato Grosso”, destacou.


Sem apoio financeiro


Indagado se trouxe da direção nacional do PT notícia de recursos para a campanha dos candidatos petistas, Jilmar Tatto afastou a possibilidade e sugeriu para Vander gastar sola de sapato. “As campanhas estão cada vez mais caras e isso é muito ruim para a democracia porque muitas vezes vence quem tem mais dinheiro”, lamentou.


Ainda segundo ele, não é apenas em Mato Grosso do Sul que petistas se queixam da falta de apoio financeiro. “Essa realidade existe em tudo que é lugar, está todo mundo chiando e a minha sugestão é gastar sola de sapado”, disse.


Mais agenda


Encerrada a entrevista coletiva, Jilmar Tatto foi ao estúdio gravar participação no programa eleitoral de Vander. À noite, a partir das 19 horas, o deputado marca presença na reunião de Thais Helena (PT), candidata à reeleição na Câmara Municipal. O ato político será no Salão da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na Avenida Mato Grosso, número 3.280.

Jornal Midiamax