Geral

Aprovação do governo Dilma é de 100% entre os campo-grandenses mais pobres

Entre aqueles que não gostam do trabalho da presidente, 8% disseram ser ruim a atuação da petista e 4% péssima

Arquivo Publicado em 26/07/2012, às 10h58

None
740011712.jpg

Entre aqueles que não gostam do trabalho da presidente, 8% disseram ser ruim a atuação da petista e 4% péssima

Entre a população mais humilde (classe E) de Campo Grande, a presidente Dilma Rousseff (PT) tem 100% de aprovação, segundo pesquisa do Datamax/Televox, realizada de 14 a 18 de julho na Capital. Já entre os representantes da classe A, 47,1% classificaram a gestão como boa ou ótima.


Na média, governo da petista é considerado bom e ótimo por 59% dos campo-grandenses. Por outro lado, 13% dos entrevistados classificaram a gestão da petista como ruim ou péssima.


Ainda segundo o levantamento, 28% dos campo-grandenses consideram regular a administração de Dilma e 1% não se manifestaram. Na avaliação positiva, 15% classificaram o governo como ótimo e 44% como bom. Entre aqueles que não gostam do trabalho da presidente, 8% disseram ser ruim a atuação da petista e 4% péssima.


As mulheres são as que mais gostam do jeito de Dilma administrar, com 61,3% de avaliação positiva. Por outro lado, 56,3% dos homens ouvidos pelo instituto classificaram a gestão como boa ou ótima.


Em Campo Grande, a presidente tem a melhor aprovação na região do Bandeira, que engloba bairros como Moreninha, Rita Vieira, Vilas Boas, Universitário e Tiradentes. Na região, ela conta avaliação positiva de 62,7%.  Já no centro, Dilma figura com o menor índice de aprovação, com 44,4% de avaliação positiva.


O Datamax/Televox ouviu 480 pessoas entre 14 a 18 de julho. O registro da pesquisa foi efetivado no dia 18 com o número MS-00058/2012.


Aprovação no País


O governo da presidente Dilma é considerado ótimo ou bom por 59% dos brasileiros, indica a última pesquisa divulgada no plano nacional. O levantamento é da CNI/Ibope e foi revelado dia 29 de junho. De acordo com o instituto, este é o maior percentual desde o início do governo.


O resultado supera o obtido na última sondagem, divulgada em abril, quando os critérios foram mencionados por 56% dos entrevistados.


Para 32%, o governo é regular, contra 34% na sondagem anterior, e 8% o classificam como péssimo ou ruim, índice igual ao apresentado em abril.  Já a aprovação pessoal da presidente permaneceu em 77%.

Jornal Midiamax