Geral

Após um ano, torre da OI que caiu em vendaval continua sobre casa em Água Clara

A torre da empresa de telefonia “Oi” que caiu sobre a casa de Paulo César Garcia, em Água Clara, no interior de Mato Grosso do Sul, continua lá. A família aguarda desde o vendaval do dia 25 de outubro do ano passado a remoção do material da empresa e uma indenização por ter a casa […]

Arquivo Publicado em 25/10/2012, às 21h42

None
891940694.jpg

A torre da empresa de telefonia “Oi” que caiu sobre a casa de Paulo César Garcia, em Água Clara, no interior de Mato Grosso do Sul, continua lá. A família aguarda desde o vendaval do dia 25 de outubro do ano passado a remoção do material da empresa e uma indenização por ter a casa destruída.


Sem dinheiro para a reforma, nem ressarcimento da empresa de telefonia, que ofereceu valor muito abaixo do necessário para reconstruir a casa, Paulo e mais sete membros da família moram atualmente de aluguel.


O advogado da família, Felipe Di Benedetto Júnior, informou que neste ano entrou com uma medida cautelar de produção de provas e indenização para a família. “A situação deles é bem complicada, nós queríamos ao menos uma ajuda de custo enquanto a situação não se resolve por parte da ‘Oi’”, disse.


Nos dois últimos meses, o advogado esclareceu que a ação na Justiça tem caminhado. “Está para sair a decisão judicial no TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) sobre a ajuda de custo mensal à família”, esclareceu.


Enquanto isso, a torre continua sobre a casa de Paulo César. “Isso porque nós pedimos a preservação do local para produção de provas. É interessante que se mantenha a torre sobre a casa até que a gente consiga um perito para analisar os danos”, esclareceu.

Jornal Midiamax