Geral

Após semana ‘incomum’, Barça tenta manter escrita ante Chelsea

Do céu ao inferno. Acostumado com conquistas nos últimos anos, o Barcelona pode ficar sem os títulos do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões depois das duas derrotas da semana passada, para Chelsea e Real Madrid. No Nacional, a equipe catalã está a sete pontos do rival, faltando quatro rodadas para o fim da […]

Arquivo Publicado em 24/04/2012, às 13h03

None

Do céu ao inferno. Acostumado com conquistas nos últimos anos, o Barcelona pode ficar sem os títulos do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões depois das duas derrotas da semana passada, para Chelsea e Real Madrid. No Nacional, a equipe catalã está a sete pontos do rival, faltando quatro rodadas para o fim da competição. Já no torneio europeu, precisa reverter a o revés de 1 a 0 para o time londrino nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), no Camp Nou, em partida válida pela segunda semifinal.


Se a última semana foi incomum, o Barça pode se apegar ao retrospecto em seu estádio para levantar o moral. O clube não perde um jogo de mata-mata da Champions em seus domínios desde 2007, quando foi eliminado pelo Liverpool. Contando os duelos da fase de grupo, a invencibilidade é de 15 jogos – o Rubin Kazan, da Rússia, em 2009, foi o algoz mais recente.


O Chelsea, em contrapartida, é a última equipe a deixar o Camp Nou após partida de Liga dos Campeões sem levar gol. Na ocasião, na temporada 2008/09, o empate sem gols não salvou os londrinos por conta do 1 a 1 no Stamford Brigde. Agora, contudo, qualquer igualdade dá a classificação aos Blues.


Do inferno ao céu. Depois de uma temporada bastante irregular sob o comando do português André Villas-Boas, o Chelsea começa a engrenar com o interino Roberto Di Matteo.Já são nove partidas consecutivas sem perder, além de vitórias memoráveis como o 5 a 1 sobre o Tottenham e, a última, o 1 a 0 diante do Barcelona, com gol de Drogba, atleta que voltou a jogar bem sob a batuta do italiano.


A partida de 17 de abril, no Stamford Brigde ainda é assunto entre os jogadores, que aprovaram a maneira defensiva como a equipe londrina se postou, mesmo atuando em seus domínios – o Barcelona anotou 72% de posse de bola. O plano, agora, é repetir a postura adotada.


“Muitas equipes que jogam contra o Barcelona pensam que têm que evitar que eles tenham a bola, mas não acho que isso seja possível. Temos que usar armas diferentes. Se tentarmos tirar a posse de bola deles vamos nos cansar e abrir espaço para que joguem”, ensinou o atacante espanhol Fernando Torres, que ficou no banco de reservas no primeiro duelo e assim deverá ser mantido.


O Barcelona já está prevenido para superar o jogo defensivo dos Blues, segundo o técnico Guardiola, que fugiu à cautela costumeira e adotou exagerado otimismo ao se ver em desvantagem pela primeira vez em muito tempo. “Temos de ter equilíbrio e paciência para sair com a vitória, porque acredito que não teremos muitas oportunidades de gol, então temos que ser eficazes. Estou seguro de que estaremos em Munique [palco da final da Champions]”, disse o espanhol em sua última entrevista coletiva antes do duelo que pode encerrar o ciclo vitorioso do clube.


FICHA TÉCNICA BARCELONA-ESP X CHELSEA-ING


Local: Estádio Camp Nou, em Barcelona (Espanha)


Data: 24 de abril de 2012, terça-feira


Horário: 15h45(de Brasília)


Árbitro: Cüneyt Çaki (Turquia)


Assistentes: Hüseyin Göçek e Bülent Yildirim (Turquia)


BARCELONA: Valdés; Daniel Alves, Puyol, Pique (Mascherano) e Adriano; Busquets, Xavi, Fábregas e Iniesta; Alexis Sánchez e Messi


Técnico: Josep Guardiola


CHELSEA: Cech; Ivanovic, Cahill, Terry e Ashley Cole; Mikel, Raul Meireles, Ramires e Lampard; Mata e Drogba (Kalou)


Técnico: Roberto di Matteo

Jornal Midiamax