Geral

Após conversa com Edinho, Pelé releva: ‘Ganso ainda não está bom e talvez não jogue’

O mistério sobre a escalação do meia do Santos Paulo Henrique Ganso no jogo contra o Corinthians, às 22h desta quarta-feira, na Vila Belmiro, continua. O suspense ficou ainda maior depois da declaração de Pelé, que afirmou ter conversado com seu filho Edinho, membro da comissão técnica do Peixe, que lhe revelou que o camisa […]

Arquivo Publicado em 13/06/2012, às 17h21

None

O mistério sobre a escalação do meia do Santos Paulo Henrique Ganso no jogo contra o Corinthians, às 22h desta quarta-feira, na Vila Belmiro, continua. O suspense ficou ainda maior depois da declaração de Pelé, que afirmou ter conversado com seu filho Edinho, membro da comissão técnica do Peixe, que lhe revelou que o camisa 10 ainda é dúvida para a primeira partida da semifinal da Copa Santander Libertadores.


“Estou um pouco preocupado porque conversei agora de manhã com o meu filho Edinho (membro da comissão técnica do Santos) e ele falou que o Ganso ainda não está bom, talvez não jogue”, comentou.


Ganso foi submetido a uma artroscopia no joelho direito há cerca de vinte dias e voltou a treinar com bola na última segunda-feira. Ele está concentrado para o jogo desta quarta, mas sua escalação é incerta e deve ser decidida apenas horas antes da partida.


Pelé acredita que o time de Vila Belmiro perde muito sem o Maestro, mas, mesmo assim, espera uma boa atuação de seu time de coração.


“O Santos sem o Ganso e só com o Neymar é uma perda muito grande. Mas vamos ver, o Santos tem condições de fazer um bom jogo”.


A maior preocupação do Rei do Futebol é de que, sem Ganso, Neymar fique ainda mais sobrecarregado. O eterno camisa 10 santista já afirmou em algumas oportunidades que acha o Alvinegro muito dependente da Joia.


Entretanto, apesar de fazer ressalvas, Pelé é enfático: se Neymar estiver inspirado, o Santos tem grandes chances de vencer o clássico.


“Eu costumo dizer que o Neymar é sem dúvida o melhor jogador do Brasil, mas o Santos é muito dependente dele. Tenho a preocupação de que quando o Neymar não vai bem, o Santos também. Se ele está bem, o Santos também. Se ele estiver bem fisicamente, quero que tenha uma noite de brilho, muito feliz”, finalizou.

Jornal Midiamax