Geral

Apesar de evolução, mercado de games no Brasil ainda é dependente

A 4º edição do Rumos – 4º Seminário Internacional Rumos Jornalismo Cultural foi finalizada na noite desta sexta-feira, em São Paulo, com a exibição de um documentário chamado “A Mecânica do Jogo”, que procura entender o papel da indústria e cultura de games no Brasil, produzido pelos jornalistas Bruno Araújo e Carlos Oliveira em 2010. […]

Arquivo Publicado em 07/12/2012, às 23h55

None

A 4º edição do Rumos – 4º Seminário Internacional Rumos Jornalismo Cultural foi finalizada na noite desta sexta-feira, em São Paulo, com a exibição de um documentário chamado “A Mecânica do Jogo”, que procura entender o papel da indústria e cultura de games no Brasil, produzido pelos jornalistas Bruno Araújo e Carlos Oliveira em 2010. Após a exibição do filme, os produtores discutiram o papel da indústria nacional no mercado e disseram que o País ainda é extremamente dependente do mercado estrangeiro.

“Isso que está acontecendo é positivo, mas tem a ver com a retração do mercado internacional. A circulação de mercadoria está mais fácil, mas dependemos do mercado exterior. Por outro lado, muitos dos desenvolvedores nacionais estão aprendendo com garra, mas são pessoas novas”, afirmou Carlos.

A respeito do uso dos games para educação, Carlos acredita que é necessário um interesse maior da academia para que essa “parceria” entre escolas e empresas de games enfim se consolide. “Não sei qual traquejo que tem para se aproximar da academia, mas acho que tem que ter um esforço da cultura, de escolas de ficar mais alertas”.

Apesar da dependência do mercado externo, o jornalista acredita que a evolução dos games no País está em plena ascensão. “Os jogos estão ficando mais baratos, estão vindo em português. Chega a ser estranho isso, pois o produto chega e precisamos assimilar a tradução. Pensamos em inglês e isso vai passando e normalizando. O português vai ficando natural”, completou.

Bruno Araújo concordou com o companheiro e afirmou que o Brasil dificilmente terá uma fartura de títulos de jogos em suas estantes. “Isso mudou muito. Vemos títulos e grandes lançamentos chegando no Brasil no mesmo dia do lançamento internacional”, afirmou.

Evento

O 4º Seminário Internacional Rumos Jornalismo Cultural ocorre junto com a 6ª edição do MediaOn. Os eventos discutem o jornalismo e a comunicação no século XXI e como o novo jornalista se comporta – ou deveria se comportar – diante dos fenômenos causados pelas redes sociais, colaboração e mobilidade. Os encontros são promovidos pelo Terra, maior empresa latino-americana de mídia digital, e o Itaú Cultural até a próxima sexta-feira. Em 2012, o evento conta ainda o apoio da Online News Association, dos Estados Unidos.

O seminário é aberto a jornalistas, profissionais de mídia e publicidade, executivos, pesquisadores e estudantes e será transmitido ao vivo pelo Terra na web, em celulares e tablets. O MediaOn reúne anualmente profissionais do Brasil e do mundo para discutir grandes temas do setor como o futuro da mídia, o impacto das novas tecnologias e como mercado de notícias em geral está lidando com as mudanças radicais no meio. Nas últimas edições, contou com profissionais de veículos como BBC, New York Times, CNN, Globo, Facebook, The Guardian, Pro-Publica, Google, Microsoft, Clarín, Folha de S. Paulo, Estado de S. Paulo e Abril, além de agências, anunciantes e especialistas.

Jornal Midiamax