Geral

Apesar da premiação, participantes da Volta das Nações garantem que objetivo é prática esportiva

Com 24 mil inscritos, acontecerá neste domingo (14), a 4ª Meia-Maratona Internacional do Pantanal Volta das Nações. Entre profissionais e amadores, famílias se destacam entre os participantes da corrida. Mesmo com a premiação de um automóvel 0 km (avaliado em R$ 30 mil) e de R$ 98,3 mil em dinheiro, os competidores garantem que o […]

Arquivo Publicado em 13/10/2012, às 19h00

None
1718545150.jpg

Com 24 mil inscritos, acontecerá neste domingo (14), a 4ª Meia-Maratona Internacional do Pantanal Volta das Nações. Entre profissionais e amadores, famílias se destacam entre os participantes da corrida. Mesmo com a premiação de um automóvel 0 km (avaliado em R$ 30 mil) e de R$ 98,3 mil em dinheiro, os competidores garantem que o objetivo maior é o incentivo da prática do esporte e a promoção de uma boa qualidade de vida.

Confessando ser sedentária e com desejo de mudar isso, a auxiliar de administração, Arlete Viana da Silva, 45 anos disse que a corrida será o marco de uma nova etapa na sua vida. “Estou ansiosa, é a primeira vez que vou participar e estou sendo incentivada pelo meu marido”, contou Arlete que espera dar continuidade na prática de atividade física após participar da Volta das Nações. “Quero deixar de ser preguiçosa e ficar saudável como meu marido que já pratica o esporte”, destacou.

Para a bancária Solange Pereira Alves, 38 anos, essa é a oportunidade de inserir toda a família na prática de atividades físicas. Acompanhada do marido e da filha na retirada dos kits, que contam com número de peito, camiseta promocional e manual informativo, Solange comentou que a família decidiu participar da corrida para inserir a filha de 10 anos no esporte.  “Minha filha estava com problema de peso e conseguiu emagrecer 5 kg com atividades físicas. Por isso, a inscrevi comigo e com meu marido para que ela se conscientize ainda mais da importância do esporte”, disse.

Tendo início às 7 horas, a primeira largada será para os atletas das categorias cadeirante e deficiente visual masculino e feminino, enquanto às 7h e 20min será dada a largada para os atletas das categorias elite e indústria feminino. Às 7h45, ocorrerá a largada para os atletas das categorias elite e indústria masculino, geral masculino e feminino, além dos participantes da corrida de 10 km (masculino e feminino) e da caminhada de 7 km (masculino e feminino).

De acordo com a assessoria de imprensa do evento, a média de tempo que os participantes levam para terminar o percurso é de duas horas, no entanto, para atletas profissionais como os quenianos Joshua Kiprugut Kemei e Mark Korir, que venceram as edições de 2010 e 2011, e, que pela primeira vez, vão se enfrentar na competição, o tempo para terminar a prova é de menos de uma hora.

Treinando desde o ano passado para a competição, o analista de sistemas, Anderson Candido Mariani, 24 anos, garantiu que o prêmio não é sua principal meta, mas sim, terminar o percurso com bom desempenho. “Claro que o prêmio seria muito bom, mas meu objetivo é participar e alcançar o término da prova com um bom tempo”, frisou.

Premiação

Após a conclusão das provas, os participantes aguardarão a premiação no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco. Serão R$ 98,3 mil em dinheiro para os cinco primeiros colocados da meia-maratona nas categorias geral masculino e feminino e indústria masculino e feminino, bem como para os três primeiros colocados da meia-maratona, nas categorias cadeirante e deficiente visual.

Além disso, haverá o sorteio de um automóvel 0 km (avaliado em R$ 30 mil) entre todos os participantes das três provas que concluírem os respectivos percursos e aguardarem a premiação e a entrega de troféus para os primeiros colocados de todas as categorias.

Circuito

Com 24 mil inscritos – 15.963 na caminhada de 7 km, 6.895 na corrida de 10 km e 1.142 na meia-maratona de 21 km -, a corrida começará em frente ao Albano Franco e o percurso passará pela Via Park, Parque do Sóter, Avenida Afonso Pena (entrada Parque das Nações Indígenas), Batalhão PM CIGCOE/Bombeiros, Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, Comando Geral da PM, Rua Hiroshima (até a terceira rotatória) e, por fim, a Avenida Mato Grosso até a chegada que será na frente do Albano Franco.


Jornal Midiamax