Geral

Aos 33 anos, Alessandro se diz ansioso para levantar taça do Mundial

O lateral direito Alessandro pode viver um momento único neste domingo. Se o Corinthians derrotar o Chelsea no Estádio Nissan, em Yokohama, em duelo marcado para as 8h30 (de Brasília), o capitão da equipe brasileira será o encarregado de erguer a taça do Mundial de Clubes da Fifa. O jogador se disse ansioso pelo possível […]

Arquivo Publicado em 15/12/2012, às 20h08

None
1493990795.jpg

O lateral direito Alessandro pode viver um momento único neste domingo. Se o Corinthians derrotar o Chelsea no Estádio Nissan, em Yokohama, em duelo marcado para as 8h30 (de Brasília), o capitão da equipe brasileira será o encarregado de erguer a taça do Mundial de Clubes da Fifa. O jogador se disse ansioso pelo possível acontecimento, mas pediu concentração do time alvinegro.



“Só passa coisa boa pela minha cabeça. Estamos vivendo esse momento de ansiedade para viver também um momento de alegria. Sabemos que ainda temos 90 minutos de muita luta para viver momentos de qualidade. Será um momento de muita luta contra uma grande equipe, e estamos nos preparando para enfrentar uma grande rival. O sentimento é de preparação para domingo estar bem durante os 90 minutos”, disse Alessandro neste sábado.



O camisa 2 foi responsável por erguer uma das taças mais importantes já conquistadas pelo Corinthians há alguns meses, mais precisamente no dia 4 de julho de 2012, quando levantou o inédito troféu da Copa Libertadores da América. E não foi o primeiro título dele no time paulista: o jogador já havia vencido anteriormente os Brasileiros das Séries A e B (2008 e 2011), a Copa do Brasil (2009) e o Campeonato Paulista (2009).



“Cada um tem uma importância completamente diferente da outra e nós brasileiros sabemos o quanto valorizamos e esperamos o Mundial. Estou com 33 anos, quase parando e só agora tenho essa possibilidade de título. É o momento de maior importância para minha carreira e para todos que aqui estão”, definiu o jogador, citando estar próximo de sua aposentadoria no futebol.



Sobre o Chelsea, rival na decisão do Mundial, Alessandro ainda pediu concentração ao Corinthians, especialmente após o clube europeu ter batido o Monterrey por 3 a 1 na etapa semifinal da competição, na última quinta-feira, no mesmo Estádio Nissan. O local será também o palco do duelo deste domingo que decidirá o campeão do mundo de 2012.



“Nós assistimos ao jogo e vimos em qual momento o Monterrey teve maior domínio. Sofreu gols que anularam qualquer vantagem. É um jogo que passou, temos que olhar para nós e tudo que temos de qualidade, de força e concentração. Temos que voltar amanhã (domingo) para o jogo que mais esperamos e que mais nos preparamos”, concluiu Alessandro.


Jornal Midiamax