Geral

Aldo Rebelo dá carta branca para PCdoB se aliar com PSDB na Capital

O ministro dos Esportes Aldo Rebelo, principal liderança nacional do PCdoB, afirmou que o diretório nacional do partido não pretende interferir nas decisões regionais da legenda. Em Mato Grosso do Sul, a sigla cogita se aliar ao arquirrival PSDB na disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Deputado federal licenciado, Rebelo participou na manhã desta quinta-feira (19) […]

Arquivo Publicado em 19/04/2012, às 16h46

None

O ministro dos Esportes Aldo Rebelo, principal liderança nacional do PCdoB, afirmou que o diretório nacional do partido não pretende interferir nas decisões regionais da legenda. Em Mato Grosso do Sul, a sigla cogita se aliar ao arquirrival PSDB na disputa pela Prefeitura de Campo Grande.


Deputado federal licenciado, Rebelo participou na manhã desta quinta-feira (19) de uma coletiva de imprensa na Governadoria. O ministro veio ao Estado a convite do deputado federal Edson Giroto (PMDB). Em sua visita, o comunista conhecerá o projeto de reforma do ginásio Guanandizão e receberá o título de sócio benemérito da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul).


Aliado histórico do PT no Estado, o PCdoB ensaia um aproximação com o pré-candidato a prefeito do PSDB, deputado federal Reinaldo Azambuja. Os comunistas cogitam deixar de apoiar Vander Loubet (PT) para ficar ao lado tucanos, adversários históricos, tanto do PT, quanto do PCdoB, no cenário político nacional.


“Não trago nenhuma orientação nacional. O PCdoB respeita a realidade dos diretórios de cada Estado e são eles que irão decidir quem pretendem apoiar”, declarou o ministro.


Aldo Rebelo também revelou que pretende aproveitar a visita para se encontrar com a comissão regional do partido em Mato Grosso do Sul. No Estado, a sigla é presidida pelo sociólogo Moacir Abreu, candidato a vice-prefeito de Pedro Teruel (PT) nas últimas eleições municipais.

Jornal Midiamax