Geral

Agricultura de precisão é tema da Rio+20 em Maracajú

Um compromisso dos produtores rurais durante a Rio+20, as técnicas de agricultura de precisão começam a ser divulgadas por meio do projeto do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural que leva o mesmo nome. O programa já passou por Balsas, no Maranhão, e Bom Jesus, no Piauí. Maracaju vai ser o terceiro município beneficiado entre os […]

Arquivo Publicado em 16/09/2012, às 13h41

None

Um compromisso dos produtores rurais durante a Rio+20, as técnicas de agricultura de precisão começam a ser divulgadas por meio do projeto do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural que leva o mesmo nome.


O programa já passou por Balsas, no Maranhão, e Bom Jesus, no Piauí. Maracaju vai ser o terceiro município beneficiado entre os dez que o programa vai passar. O Seminário de Agricultura de Precisão acontece na segunda-feira, dia 17, no Sindicato Rural de Maracaju, a partir das 8h30.


A agricultura de precisão utiliza a tecnologia para fazer um mapa da propriedade, dessa forma, o produtor consegue visualizar como fará o investimento, o uso de fertilizantes e a correção do solo.


Dessa forma, existe uma economia de recursos com aumento de produtividade, sem a necessidade de abrir novas áreas. “É garantir uma produção sem prejuízo ambiental”, apontou o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de MS – Senar/MS, Clodoaldo Martins.


“Com os seminários vamos mostrar aos produtores rurais que a Agricultura de Precisão influencia diretamente a gestão das propriedades. Convidamos especialistas no assunto para que os participantes tenham a oportunidade de conhecer as diversas linhas tecnológicas de trabalho e de entender o conceito de AP”, explica o gestor de projetos em Agricultura de Precisão do SENAR, Victor Ferreira.

Jornal Midiamax